Províncias

Detectados 26 casos suspeitos de cancro

Um total de 26 casos suspeitos de cancro da mama, próstata e colo uterino foram detectados de Janeiro a Junho deste ano, pelo Núcleo Provincial de Oncologia do CuanzaNorte,  informou, na cidade de Ndalatando, o responsável da instituição.

Pacientes detectados com cancro são encaminhados para Luanda
Fotografia: Santos Pedro|Edições Novembro


Francisco Cahango disse constarem dos os casos diagnosticados, num universo de 202 testes realizados, 14 casos suspeitos de cancro da mama, sete do colo uterino e cinco da próstata.
 “Dos 26 casos suspeitos foram transferidos para o Instituto Nacional de Luta contra o Cancro, em Luanda,  pelo facto de o núcleo não dispor de condições para o tratamento, por falta de médico patologista e cirurgiões específicos, realçou o responsável do Núcleo Provincial de Oncologia.
Francisco Cahango referiu que, a par dos testes para o diagnóstico do cancro do colo uterino, o núcleo  realiza   de testes de mamografia para o diagnóstico precoce do cancro da mama e  também  efectuou o toque rectal para detecção do cancro da próstata. Francisco Cahango mostrou-se preocupado com a fraca adesão dos cidadãos, sobretudo das mulheres em idade fértil, aos testes voluntários e exames médicos de rotina para o diagnóstico precoce do cancro: "Muitos pacientes,  com cancro da mama e do colo do útero procuram tardiamente os serviços e com a doença já em estado avançado."
Para inverter o quadro, notou Francisco Cahango, o Núcleo Provincial de Oncologia encontra-se empenhado na promoção de campanhas de sensibilização dos cidadãos, sobretudo as mulheres, sobre a importância dos testes e dos métodos para determinação dos primeiros sinais do cancro da mama e do colo uterino.
“Vamos continua a trabalhar no sentido de ajudar na resolução deste mal que enferma milhares de pessoas, porque entendemos que não se trata apenas de uma tarefa do Estado, daí a nossa participação nas acções que tem a ver com à patria”, disse. 

Tempo

Multimédia