Províncias

Detectados casos suspeitos de cancro da mama

Pelo menos, 30 casos suspeitos de cancro da mama foram detectados de Janeiro a Setembro deste ano, pelo Núcleo de Oncologia do  Cuanza-Norte, menos dez em relação a idêntico período de 2016, informou ontem, em Ndalatando, o responsável da instituição.

Mulheres aconselhadas a prevenir cancro da mama
Fotografia: Anwar Amro | AFP

Francisco Cahango falava à margem de uma marcha contra o cancro da mama realizada sexta-feira, para consciencializar a sociedade em geral e a mulher em particular sobre a importância da prevenção dessa doença.
Disse que os casos suspeitos foram diagnosticados num universo de 300 consultas realizadas, tendo sido transferidos para o Instituto Nacional de Luta contra o Cancro, em Luanda, para testes complementares e posterior tratamento.
O responsável do Núcleo de Oncologia disse haver necessidade de mais sensibilização da população com palestras e feiras, de modo a que as mulheres saibam prevenir-se de forma a serem tratadas com antecedência.
Acrescentou, igualmente, que a prevenção primária é fundamental para prevenir e sensibilizar a população.
No final da marcha, organizada pelo Comité Miss Cuanza-Norte e pela Direcção Provincial da Acção Social, Família e Promoção da Mulher, para saudar o Dia de Combate ao Cancro, que se assinala a 28 deste mês, o responsável falou dos sintomas da doença e aproveitou a ocasião para apelar às mulheres para efectuarem o auto exame da mama, para prevenção, diagnóstico e tratamento precoce.
A directora provincial da Acção Social, Família e Promoção da Mulher, Delfina Camulombo, salientou que a actividade, que percorreu várias artérias de Ndalatando, visou chamar a atenção da sociedade, no sentido de começar-se a prestar mais atenção à saúde.
Afirmou que o número de casos de cancro da mama na província é preocupante e boa parte desses é agravada pela falta de informação da população sobre o mesmo.

Tempo

Multimédia