Províncias

Diagnosticados mais casos de HIV/Sida

Kátia Ramos | Ndalatando

As entidades sanitárias do Kwanza-Norte diagnosticaram, este ano até Novembro, 350 casos positivos de HIV/Sida em 16.284 testes, revelou, no Lucala, o director provincial da Saúde no acto comemorativo do Dia Mundial de Luta contra aquela doença.

As entidades sanitárias do Kwanza-Norte diagnosticaram, este ano até Novembro, 350 casos positivos de HIV/Sida em 16.284 testes, revelou, no Lucala, o director provincial da Saúde no acto comemorativo do Dia Mundial de Luta contra aquela doença.
O evento serviu também para a abertura da campanha Laço Vermelho, de luta contra a Sida, que, disse Manuel Varela, representa o apoio e a esperança das pessoas que vivem com a doença e torna visível a preocupação do Executivo na luta contra a pandemia. No mundo inteiro, frisou, há 34 milhões de pessoas infectadas com o vírus da Sida, 23 milhões das quais na África Subsariana.
Destes, referiu, cerca de 200 mil vivem em Angola dos quais 68 por cento são mulheres. O director provincial de saúde declarou que estes números devem levar à união de mais esforços na intensificação da mobilização e no empenho de todos para se evitarem novas infecções.
Na campanha Laço Vermelho, que se estende até Dezembro de 2012, disse, perspectiva-se a testagem de dois milhões de pessoas em todo o país e os municípios da província já dispõem de centros de testagem e de aconselhamento que têm o apoio directo do governo da província. O director provincial da Saúde salientou a importância de todos fazerem o teste voluntário de HIV/Sida para ficarem a conhecer o estado serológico.
No Lucala, este ano, até 30 de Novembro, referiu, foram realizados 1.337 testes, que revelaram 15 casos positivos.
Manuel Teixeira afirmou que naquele mesmo período, administração municipal reabilitou e apetrechou cinco postos médicos.
Além disso, equipou o laboratório do hospital municipal, os serviços de raio X, o dispensário da tuberculose e o armazém de medicamentos e está a construir um centro materno infantil.

Tempo

Multimédia