Províncias

Elefante foi atropelado

Um elefante morreu na sequência do embate com uma viatura automóvel, na província do Cuanza Norte, no momento em que uma manada fazia a travessia da estrada.

Com o fim da guerra o país regista o regresso de elefantes ao seu anterior habitat
Fotografia: AFP

O incidente, ocorrido no domingo, aconteceu no troço rodoviário que liga a vila do Golungo Alto à comuna de Cambondo, regiões onde é conhecida a presença de um elevado número de elefantes.
Segundo testemunhas, citadas pela Angop, o motorista ficou ferido e a viatura totalmente destruída.
Cuanza Norte é uma das províncias que enfrentam o problema do regresso de elefantes ao seu habitat depois de várias décadas de conflito armado, originando o actual conflito entre homem e animal.
Os municípios de Golungo Alto, Banga, Bolongongo, Cazengo e Ngoguembo são os que registam maior presença de elefantes, que têm causado a destruição de extensas áreas de cultivo e a invasão de áreas residenciais. Acontece o mesmo na província do Bengo.
Peritos do Fundo das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO) estiveram no ano passado na floresta do Maiombe, na província de Cabinda, para conhecer as razões das constantes invasões de áreas de cultivo por elefantes.
O secretário executivo da Iniciativa Transfronteiriça do Maiombe, Agostinho Chicaia, disse estar a registar-se a movimentação de algumas espécies de Angola para o Congo Brazzaville e vice-versa, uma preocupação que já foi apresentada ao Comité de Ministros da Iniciativa Transfronteiriça.
“Na verdade, precisamos de saber quantos elefantes são, determinar as suas rotas e repensar como fazer a nossa agricultura sem que estes animais danifiquem as lavras e casas”, sublinhou o ambientalista.

Tempo

Multimédia