Províncias

Energia é duplicada em vários municípios

Manuel Fontoura | Ndalatando

As localidades de Ndalatando, Lucala e Golungo Alto, na Província do Cuanza-Norte, passam a dispor de maior capacidade de abastecimento de energia eléctrica, com a entrada ontem em funcionamento do novo posto de transformação (PT) de 40 megawatts.

Abastecimento de energia eléctrica em Ndalatando
Fotografia: Edições Novembro

Inaugurado pelo governador provincial do Cuanza-Norte José Maria dos Santos, o novo PT surge no quadro do projecto de reforço da capacidade de transformação da subestação de Ndalatando, que tinha um transformador de apenas 20 mw.
A estação já não dispunha de capacidade suficiente para atender as cargas quer de Ndalatando, como dos municípios circunvizinhos de Lucala e de Golungo Alto.
O administrador da Rede Nacional de Transporte de Energia (RNT), José Marinho, disse que estão criadas as condições para um melhor atendimento à população e a recepção de potenciais consumidores.Os trabalhos para a montagem do novo PT duraram perto de quatro meses e resultaram na colocação de placas de betão, montagem do equipamento electromecânico e eléctrico.
José Marinho disse que existem muitos outros projectos em finalização na província, uma vez que a inauguração da central hidroeléctrica de Cambambe deu maior capacidade para o surgimento da nova subestação do Dondo, que alimenta as vilas comunais de Massangano e do Zenza do Itombe. O administrador da RNT sublinhou a existência de alguns projectos desenvolvidos no município do Golungo Alto, com a alimentação da comuna de Cambondo.

Tempo

Multimédia