Províncias

Escola Politécnica com mais cursos

Marcelo Manuel | Ndalatando

A Escola Superior Politécnica do Cuanza-Norte começa a administrar no próximo ano lectivo cursos de Direito, Enfermagem e Agronomia, disse ontem  ao Jornal de Angola o vice decano para a área académica.

Machado Quilaça afirmou que aqueles cursos começam a ser leccionados ao abrigo de um programa apoiado pelo Governo Provincial e Universidade Kimpa Vita que permitiu a construção de oito salas e um anfiteatro com cerca de 500 lugares.
O vice decano referiu que o objectivo é absorver quem tenha concluído cursos médios de Agronomia, Ciências Económicas e Jurídicas e Enfermagem. Na Escola Superior Politécnica registou este ano lectivo 2.026 matrículas, 244 das quais referentes a alunos que entretanto terminaram a fase curricular, 44 deles já defenderam as monografias nos cursos de Análises Clínicas, Contabilidade e Informática de Gestão. />Machafo Quilaça disse que os cursos de Agronomia e de Enfermagem são de tutela da escola, mas que o de Direito fica sob responsabilidade da reitoria da Universidade Kimpa Vita, com sede  no Uíge, que passa a ter salas em Ndalatando e que têm sido feito contactos com empresas instaladas na província para a realização de estágios  e admissão de alunos que procuram emprego.
A Escola Superior Pedagógica na província do Cuanza Norte também prevê ter nos próximos dois anos cursos de licenciatura em Educação Pré-escolar, História, Geografia e Sociologia, disse o seu responsável Vieira Manuel.

Tempo

Multimédia