Províncias

Estudantes receberam diplomas

André Brandão | Ndalatando e Augusto Braga|Menongue

Estudantes finalistas de vários cursos da Escola Missionária Goretti, em Ndalatando, província do Cuanza Norte, receberam os diplomas de fim de curso, durante uma cerimónia que decorreu na Sé Catedral São João Baptista.

Estudantes encorajados a empenharem-se ao máximo para que possam servir o país
Fotografia: André Brandão | Ndalatando

Dentre os recém-formados, num total de 167, 95 são do curso de Formação de Professores nas opções de Biologia/Química, Geografia/História e Matemática/Física. Na área de Formação Geral, concluíram com êxito 72 estudantes nos cursos de Ciências Físicas e Biológicas, Ciências Humanas e Ciências Económicas e Jurídicas.
O acto contou com a presença de membros do Governo, professores, país, encarregados de educação, convidados e pessoas singulares.
Na sua homilia, o padre Bernard Duchene encorajou os estudantes da escola Santa Maria Goretti a empenharem-se cada vez mais nos estudos, além de terem bem presente a palavra de Deus, serem humildes, com vista a granjear respeito e serem bem vistos na sociedade.
“Só assim a compaixão do Senhor desce sobre vós, pois vereis o esplendor da verdade e procurareis, bem como tereis gosto em agradecer aos professores e direcção da escola pelo esforço e paciência que tiveram ao longo do ano lectivo”, disse. Tal como exalta Maria e ensina o Papa Francisco, é a partir da misericórdia e da compaixão que Deus faz resplandecer o seu poder, a verdade, a justiça e a paz. A compaixão cai sobre os humildes que escutam a palavra de Deus.

Técnicos médio

Estudantes concluíram a formação média na  escola do segundo ciclo do ensino secundário 22 de Novembro, nos arredores da cidade de Menongue. Entre os 372 finalistas, 155 estão formados na especialidade de ciências económicas e jurídicas, 111 em ciências humanas e 106 em ciências físicas e biológicas.
O vice-governador da província para o sector político e social, Pedro Camelo, que testemunhou o acto de encerramento do ano lectivo 2014, disse que os jovens que concluíram os cursos representam uma mais-valia para a província.O director da Escola 22 de Novembro, Inocêncio Herculano, elogiou a dedicação que os estudantes demonstraram durante o ano lectivo, tendo em vista os níveis de aproveitamento alcançados, que rondam os 90 por cento.
“O ganho alcançado motiva-nos a continuar a trabalhar, no sentido de formar, cada vez mais, técnicos médios que possam contribuir para o desenvolvimento social e económico da província”, disse.
Inocêncio Herculano lamentou o facto dea província não contar com cursos superiores para os alunos que terminam nas especialidades de Ciências Humanas e Económicas Jurídicas. Muitos são obrigados a optarem por outros cursos, como biologia, matemática, enfermagem, gestão de turismo e informática de gestão empresarial,

Tempo

Multimédia