Províncias

Expansão da telefonia móvel e da Internet melhora qualidade de vida em Ndalatando

Marcelo Manuel | Ndalatando

A expansão das redes de telefonia móvel e fixa para as dez sedes municipais do Kwanza-Norte, bem como a chegada do sinal da fibra óptica a cinco deles, são consideradas pela população local como “uma nova era” a nível dos serviços de   telecomunicações, consideraram ontem vários cidadãos entrevistados pelo Jornal de Angola.

Munícipes satisfeitos com a expansão da rede telefónica e de Internet na província
Fotografia: Marcelo Manuel | Ndalatando

A expansão das redes de telefonia móvel e fixa para as dez sedes municipais do Kwanza-Norte, bem como a chegada do sinal da fibra óptica a cinco deles, são consideradas pela população local como “uma nova era” a nível dos serviços de   telecomunicações, consideraram ontem vários cidadãos entrevistados pelo Jornal de Angola.
Na generalidade, os entrevistados expressaram a sua satisfação com as facilidades que as novas tecnologias vieram trazer para a comunicação com os restantes pontos do país e o Mundo.
Mariana Kafuquena, que mora na sede municipal de Bolongongo, conta que, há dois anos, as comunicações eram muito deficientes. Agora já não precisa de deslocar-se à cidade de Ndalatando para orientar os filhos que aí estudam. “Basta manter o telefone carregado e falo com as crianças”, sublinha. />Já Inoque Bartolomeu, funcionário bancário residente em Samba-Cajú, referiu que, apesar de não estar com a família, consegue “matar” saudades por via telefónica e pela Internet. “Já consigo interagir com muitos internautas pelo mundo fora”, frisou. Actualmente, a Movicel está presente, além da capital provincial, nas vilas do Dondo e Golungo-Alto, e prepara-se para operar na localidade de Kilombo dos Dembos, onde estão a ser feitos os devidos ensaios. Já a Unitel está presente em todas as sedes municipais.
O director dos Transportes e Telecomunicações do Kwanza-Norte, Vitorino Abel, revelou, por seu turno, que já estão concluídos os trabalhos de instalação da fibra óptica com uma extensão de 400 quilómetros, atravessando os municípios de Cambambe, Cazengo, Lucala, Samba-Cajú e Ambaca.

Tempo

Multimédia