Províncias

Faltam técnicos no posto médico

O centro médico da comuna da Cerca, a 42 quilómetros da sede municipal do Golungo Alto, tem falta de técnicos de saúde, para fazer face à elevada procura de pacientes, informou o seu responsável, Raimundo José António.

O centro médico da comuna da Cerca, a 42 quilómetros da sede municipal do Golungo Alto, tem falta de técnicos de saúde, para fazer face à elevada procura de pacientes, informou o seu responsável, Raimundo José António.
O posto de saúde funciona com apenas dois enfermeiros, situação agravada pela falta de ambulância o transporte de doentes graves para o Hospital Municipal do Golungo Alto.
A falta de ambulância, referiu, faz com que o transporte dos doentes seja realizado com recurso à viatura do administrador comunal, apesar dos riscos que isso representa para a vida dos pacientes em estado grave.
  Com 12 camas para internamento, o centro de saúde da comuna da Cerca conta actualmente com serviços de pediatria, sala de parto e pós-parto, serviços de imunização, consultório médico e farmácia.

Tempo

Multimédia