Províncias

Flora necessita de maior protecção

Marcelo Manuel| Ndalatando

A falta de fiscais a nível do departamento provincial do Instituto de Desenvolvimento Florestal (IDF) da província do Kwanza-Norte está a contribuir negativamente para o controlo da flora local, situação que facilita o abate desordenado e queimadas anárquicas de espécies vegetais.

Falta de fiscais contribui para o abate desordenado de espécies vegetais
Fotografia: Nilo Mateus

A falta de fiscais a nível do departamento provincial do Instituto de Desenvolvimento Florestal (IDF) da província do Kwanza-Norte está a contribuir negativamente para o controlo da flora local, situação que facilita o abate desordenado e queimadas anárquicas de espécies vegetais.
 O responsável do IDF, Guilherme Sebastião, referiu que, em termos de fiscalização, nos últimos quatro anos o sector tem-se deparado com dificuldades para controlar as transgressões florestais, devido à falta de pessoal qualificado para o efeito.  Dos 13 fiscais que a brigada possui, apenas quatro estão em condições de operar. Esta situação garante um campo fértil para os transgressores, embora Guilherme Sebastião considere que, apesar do quadro actual ser preocupante, os poucos operadores realizam acções junto das comunidades para sensibilizar as pessoas para a importância de se preservar a flora.
A explicação mais frequente para justificar as queimadas e desmatações é a procura de solos férteis para uma agricultura rentável, visto que, nas áreas tradicionais, os solos se apresentam cansados. O responsável realçou que as queimadas podem também contribuir de forma negativa para o aumento do dióxido de carbono na atmosfera, situação que ajuda ao aumento do aquecimento global e à proliferação de doenças respiratórias agudas.
Este ano, o IDF emitiu quatro licenças para a exploração de madeira em toro, num volume de 2.500 metros cúbicos, que resultaram na arrecadação de 2.451.680 de kwanzas. Em relação ao carvão vegetal, estão registadas quatro licenças e um volume de 592 toneladas, que resultam num valor de 38.796.

Tempo

Multimédia