Províncias

Formação de professores melhora o nível do ensino

André Brandão |

Um total de 66 escolas, o correspondente a 482 salas, foram construídas na província do Kwanza-Norte, durante os últimos quatros anos, afirmou ontem ao Jornal de Angola o director Provincial da Educação no Kwanza-Norte.

Um total de 66 escolas, o correspondente a 482 salas, foram construídas na província do Kwanza-Norte, durante os últimos quatros anos, afirmou ontem ao Jornal de Angola o director Provincial da Educação no Kwanza-Norte.
Velinho de Barros disse que, para este ano lectivo, foram matriculados na província 118.850 alunos, dos quais 91.766 no ensino primário, 18.818 no primeiro ciclo secundário e 8.266 alunos para o segundo ciclo secundário.
O ensino na província é assegurado por 3.748 professores, sendo 2.528 no ensino primário, 1.042 do primeiro ciclo do ensino secundário e 178 no segundo ciclo do ensino secundário. O ensino  primário está a ser leccionado em todas as comunidades. O responsável apontou ainda avanços no domínio da formação de quadros. Desde 2008, 912 professores atingiram o grau de bacharelato e 391 concluem, até finais de Dezembro, as suas licenciaturas. O sector da Educação no Kwanza-Norte aposta na formação contínua de professores e no melhoramento das condições salariais, de modo a que possam desem­penhar o seu papel com responsabilidade e profissionalismo.
A província conta com duas escolas do ensino superior, que ministram cursos de Educação de Infância, Química, Biologia, Física, Matemática, Português-francês. Também são leccionados os cursos de Português-inglês, Análises Clínicas, Contabilidade e Gestão, Administração Pública, Informática e Gestão.

Tempo

Multimédia