Províncias

Governo constrói aterros sanitários

Marcelo Manuel | Ndalatando

A criação de dois aterros sanitários para a correcta deposição dos resíduos sólidos e melhoria do saneamento básico entre a população das comunidades do Henda e Cananga, pertencentes às sedes municipais de Ambaca e Samba Caju, faz parte das prioridades das entidades sanitárias locais para os próximos dois meses.

De acordo com o cronograma de actividades da Consultoria do Governo Provincial do Cuanza Norte para o sector da Saúde (SHS), a par das comunidades em referência prevê-se a abertura de aterros sanitários nas aldeias do Beta, Caculo Calucala, Dungue, Ndulo e Quiussa, e na comuna do Máua, nas municipalidades do Golungo Alto, Samba Caju, Quiculungo e Bolongongo.
O objectivo é acautelar os riscos e prevenir a contracção de doenças através da criação de focos de lixo, e criar um ambiente propício à convivência entre as pessoas, através de comunidades limpas.
A coordenadora técnica da SHS, Giovana Ribeiro, realçou ao Jornal de Angola, a preocupação do Governo Provincial em relação à criação de estratégias para a redução da mortalidade a nível das diversas comunidades da província, situação que resulta na realização de actividades ligadas ao tratamento da água e preparação do soro caseiro, palestras sobre prevenção e riscos da malária, importância da vacinação das mulheres grávidas e crianças, durante a primeira quinzena deste mês.
No período em referência foram ainda realizadas feiras de saúde e campanhas de limpeza no bairro Camungo, Lixeira de Cima, São Felipe e Ndalatando, além de outras actividades relacionadas com a higiene ambiental e seminários sobre VIH/Sida em Camuhoto e Praça do Triângulo.

Tempo

Multimédia