Províncias

Governo intensifica campanhas contra a sida

Marcelo Manuel | Cerca

As autoridades sanitárias da comuna da Cerca, no município do Golungo Alto, estão a reforçar as campanhas de sensibilização para a prevenção do vírus da Sida, com vista à diminuição dos casos de infecção, disse terça-feira a coordenadora técnica provincial da SHS, empresa consultora do Governo Provincial do Cuanza Norte para a Saúde Comunitária.

Para evitar a propagação da sida as autoridades sanitárias da Cerca estão a promover Jornadas de Prospecção junto das comunidades
Fotografia: Nilo Mateus | Cuanza Norte

Giovana Ribeiro referiu que, em função de tais campanhas de mobilização, as autoridades sanitárias da comuna da Cerca  realizaram 328 testes de VIH/Sida a nível das comunidades de Caleba, Zonge e 86, afectas à comuna da Cerca, dos quais quatro tiveram resultados positivos.
A actividade decorreu durante a Jornada de Prospecção anti-VIH/SIDA, realizada por agentes comunitários de Saúde da empresa SHS, em parceria com a Repartição Municipal de Saúde do Golungo Alto.
As pessoas seropositivas receberam acolhimento e orientação por parte dos enfermeiros e foram encaminhadas ao Hospital Municipal do Golungo Alto. No município de Quiculungo, o Programa de Agentes Comunitários de Saúde, em parceria com as entidades sanitárias da comuna da Cerca, realizou na comunidade de Tita uma campanha de vacinação, de desparasitação, administração da vitamina A e de controlo do peso, além de suplementos alimentares. A equipa distribuiu 226 comprimidos de albendazol, 219 de vitamina A, além da vacinação de nove crianças contra o sarampo, 13 contra a poliomielite e igual número com penta-valente, medicamento que previne as crianças contra a difteria, tétano, coqueluche e meningite.
Outros 15 menores foram imunizados contra a pneumocócica, otite, meningites e pneumonia e foram actualizados cartões de vacinação de crianças dos zero aos cinco anos.

Casos de desnutrição

A coordenadora provincial de Nutrição da Direcção da Saúde no Cuanza Norte, Onélia Bravo Pascoal, disse que foram feitas várias palestras sobre os riscos da desnutrição.
Na municipalidade, a responsável disse que foram detectados oito casos de desnutrição aguda severa e moderada.
As vítimas, sgundo a coordenadora provincial de Nutrição, foram encaminhadas para o Hospital Municipal de Quiculungo, para melhor assistência.
Os municípios de Golungo Alto e de Quiculungo contam com 70 agentes comunitários de Saúde, oito supervisores de campo e dois gestores de cuidados.

Tempo

Multimédia