Províncias

Governo reforça bibliotecas de dois institutos superiores

André Brandão | Ndalatando

O Governo Provincial do Cuanza Norte reforçou ontem a capacidade do acervo bibliográfico das escolas superiores Pedagógica e Politécnica de Ndatalando, com a oferta de um total de 434 livros diversos às instituições académicas.

Melhoram as condições para as pesquisas
Fotografia: André Brandão| Edições Novembro | Ndalatando

As escolas superiores Pedagógica e Politécnica de Ndalatando beneficiaram, entre outros, de dicionários de português, francês e inglês, obras literárias e livros técnicos, num acto presidido pelo governador provincial do Cuanza Norte, José Maria dos Santos.
Neste sentido, a Escola Superior Pedagógica beneficiou de 296 livros, passando agora a dispor de 3.500 no seu acervo, enquanto a Escola Superior Politécnica foi contemplada com mais 138 manuais, totalizando actualmente 2.473 livros. O director da Escola Superior Pedagógica do Cuanza Norte, António Rocha Santana, considerou a oferta dos livros um ganho para o acervo bibliográfico, embora ainda seja insuficiente para os mais de 3.150 estudantes.
Rocha Santana referiu que, desde a sua abertura, a Escola Superior Pedagógica já formou 1.927 bacharéis e um total de 735 licenciados. Já o director da Escola Superior Politécnica do Cuanza Norte, Pedro Vita, louvou o gesto do Governo e espera que as autoridades provinciais continuem a ser os principais colaboradores da instituição de ensino superior.
Os livros vão ajudar significativamente nas pesquisas dos alunos e pretende-se, com isso, reduzir o défice de manuais relacionados aos cursos ministrados na instituição, disse Pedro Vita.
O director informou que a Escola Superior Politécnica do Cuanza Norte já formou, até agora, cerca de 180 licenciados.

Tempo

Multimédia