Províncias

Habitantes do Dondo com mais água potável

André Brandão

A população do Dondo, município de Cambambe, província do Cuanza-Norte, voltou, depois de mais de dez anos, a consumir água potável fornecida pela antiga Estação de Tratamento e Abastecimento, construída em 2008 e reinaugurada pelo vice-governador para o sector Económico e Infra-estrutura, Mendonça Luís.

População deixa de percorrer distâncias em busca de água
Fotografia: Edições Novembro

O chefe de secção municipal de Energia e Águas, José Maria de Oliveira, explicou que já foram concluídos 92 por cento das obras, que vão desde a linha de captação e distribuição à montagens de contadores e reservatórios.
Acrescentou que foram substituídas a rede de distribuição do casco urbano e de algumas zonas periféricas, numa extensão 35 quilómetros, 32 chafarizes concluídos dos 50 previstos, onde oito já estão em funcionamento, cerca de 102 ligações domiciliares, das mil esperadas.
O vice-governador para sector Económico e Infra-estrutura, Mendonça Luís, avançou que o governo tem estado a fazer esforços para devolver os serviços à população, colocá-los mais próximo possível. Informou que  em quase todos os municípios da província decorrem acções de impacto social, como a reposição de abastecimento de água potável, construção de  escolas, postos médicos, residências para quadros e outros serviços básicos.
A anciã Madalena Cavanga, 77 anos, moradora do bairro Cerâmica, zona 6, disse que o governo colocou um bem nessário à disposição da população, porque durante muitos anos percorreu cerca de cinco quilómetros, a pé, para obter água no rio Kwanza, pelo facto de estar a viver somente com o filho paralítico.
Elisabeth António, de 18 anos, agradeceu o gesto do governo em construir um chafariz no seu bairro, acabando com o sofrimento de sempre se deslocar para acarretar água e lavar no rio Kwanza, que fica a dois quilómetros da sua residência.

Tempo

Multimédia