Províncias

Hospital de Camabatela com fábrica de oxigénio

O hospital regional de Camabatela, no município de Ambaca, província do Kwanza-Norte, vai passar a dispor, ainda este ano, de uma unidade de produção de oxigénio, para atender as necessidades da instituição.

A falta de oxigénio deixa de ser um problema
Fotografia: Jornal de Angola

O hospital regional de Camabatela, no município de Ambaca, província do Kwanza-Norte, vai passar a dispor, ainda este ano, de uma unidade de produção de oxigénio, para atender as necessidades da instituição.
O director-geral da unidade sanitária, Caetano José Manuel, que deu esta informação à Anglo, garantiu que estão criadas todas as condições para o arranque, em breve, da produção de oxigénio na instituição, embora tenha de ser antecipada por uma acção de formação de técnicos locais, para o uso adequado dos equipamentos.
A par da produção de oxigénio, o hospital regional de Camabatela conta com outras valências que o tornam uma referência, entre as várias unidades existentes no país.
Uma equipa do centro nacional de sangue, em parceria com o departamento provincial, vai levar a cabo uma acção de formação, destinada à criação de um banco de hemoterapia na região.
O funcionamento do hospital é assegurado por 40 funcionários, entre médicos, enfermeiros e técnicos, dispondo dos serviços de oftalmologia, cirurgia, ortopedia, maternidade, estomatologia e endoscopia. O hospital tem cinco máquinas de raio-X e igual número de ecografia, dispondo de técnicos à altura para o manuseamento dos referidos equipamentos.Construído numa área de 22 mil metros quadrados, o hospital regional de Camabatela foi concebido para atender as regiões do Kwanza-Norte e Uíge.

Tempo

Multimédia