Províncias

Hospital de Ndalantando tem falta de especialistas

André Brandão | Ndalatando

O hospital provincial do Kwanza-Norte carece de vários serviços de especialidades, como cardiologia preventiva, neurologia e traumatologia, disse ao Jornal de Angola o director provincial da Saúde.

Por falta de técnicos em algumas áreas os doentes são transferidos para Luanda
Fotografia: André Braão

O hospital provincial do Kwanza-Norte carece de vários serviços de especialidades, como cardiologia preventiva, neurologia e traumatologia, disse ao Jornal de Angola o director provincial da Saúde. Manuel Duarte Varela explicou que os doentes que geralmente procuram estes serviços são encaminhados para Luanda, por falta de especialistas nas unidades hospitalares a nível da província.
O hospital provincial do Kwanza-Norte conta com especialidades em áreas como medicina interna, pediatria, ginecologia e obstetrícia, ortopedia, otorrinolaringologia e oftalmologia.
O responsável do hospital diz que é preciso dar mais apoio à sala dos cuidados intensivos, bloco operatório e ortopedia e sublinha a necessidade do reforço do corpo clínico a nível das especialidades.
O hospital vai ser reabilitado, ampliado e modernizado, disse o responsável, acrescentado que será projectada uma nova pediatria para prestar melhor assistência às crianças. “O espaço onde funcionam os serviços de pediatria é pequeno, atendendo que os hospitais construídos no passado tinham os seus serviços centralizados. Esta é a realidade e é o que se vive nesta província”, sustentou.
As obras da futura maternidade provincial ficam concluídas em finais de Novembro, passando a dispor de 120 camas, sala de internamento, esterilização, banco de urgência, serviços de internamento, além de sala de partos, bloco operatório e laboratório.
O hospital vai ainda contar com uma sala de cuidados intensivos para as grávidas com complicações, mesa operatória, salas de neonatologia, salas para os médicos e enfermeiras e um refeitório.

Tempo

Multimédia