Províncias

Hospital Municipal de Ngonguembo foi reabilitado

Marcelo Manuel | Ngonguembo

O Hospital Municipal de Ngonguembo está, desde quarta-feira, dotado de melhores condições para tratamento e internamento de pacientes, depois de ter sido reabilitado, ampliado e apetrechado com equipamentos modernos.

O hospital municipa foi ampliado e equipado com meios técnicos modernos
Fotografia: Nilo Mateus

O Hospital Municipal de Ngonguembo está, desde quarta-feira, dotado de melhores condições para tratamento e internamento de pacientes, depois de ter sido reabilitado, ampliado e apetrechado com equipamentos modernos.
A cerimónia de abertura das novas instalações foi presidida pelo director provincial da Saúde, Manuel Duarte Varela, em representação do governador, Henrique André Júnior. A cerimónia coincidiu com as celebrações do Dia Mundial do Enfermeiro.
A unidade tem capacidade para internar 30 doentes. São realizadas por dia trinta consultas de diferentes especialidades. O hospital oferece, entre outros, serviços nas áreas de medicina, pediatria, ginecologia e obstetrícia ortopedia.
O administrador do Ngonguembo, Mateus André Garcia, precisou que as obras foram executadas por uma empresa chinesa, num período de seis meses, e custaram 36 milhões de kwanzas, valor financiado pelo Fundo de Gestão Municipal.
O director provincial da Saúde, Duarte Varela, disse que a reabilitação do hospital se insere no programa do Governo de melhoria da assistência médica e exortou os médicos e enfermeiros a pautarem a sua conduta pela ética e deontológica das profissões.
O director provincial da Saúde considerou salutar o desempenho técnico dos enfermeiros da província e considerou que o seu sucesso se deve à formação obtida no Instituto Médio de Saúde “Arminda Faria”, localizado em Ndalatando..

Província precisa de enfermeiros

A província do Kwanza-Norte precisa de pelo menos mais 500 enfermeiros, afirmou Duarte Varela, porque 600 existentes são insuficientes para a procura local. Para resolver este problema, o Governo Provincial realizou um concurso público para a construção de mais um Instituto Médio de Saúde, maior do que o actual. Uma empresa já foi seleccionada para fazer as obras. No novo Instituto Médio vão ser admitidos unicamente candidatos locais e de provinciais vizinhas.
Além da reabilitação do Hospital Municipal do Ngonguembo, este ano, na província do Kwanza-Norte, foram inaugurados outros três centros de saúde, nos municípios de Cazengo e Cambambe, com capacidade para 30 e 75 camas, respectivamente. A construção destes centros foi financiada pelo Executivo, num total de 17 milhões de dólares.
 Em Setembro próximo é aberto o Hospital Regional de Ambaca, com capacidade para 80 camas.
Com a abertura do hospital de Ambaca a população local deixará de andar longas distâncias para obter assistência médica.

Tempo

Multimédia