Províncias

INAC elabora inquérito sobre menores expostos

André Brandão| Ndalatando

Um inquérito comunitário para determinar a percentagem de crianças expostas ao trabalho infantil nos municípios de Samba Caju, Ambaca, Ngonguembo, Bolongongo, Banga e Quiculungo, no Cuanza Norte, é realizado em breve pela direcção provincial do Instituto Nacional da Criança (INAC), anunciou, ontem, o responsável da instituição.

José Maria Pereira explicou que no inquérito é levada em conta a capacitação de redes de protecção e promoção dos direitos da criança e referiu que o INAC acompanha  as medidas de prevenção criminal impostas aos menores em conflito com a lei, protecção social obrigadas aos pais de menores vítimas de violência, assim como incentivar a participação da criança no Conselho Municipal de Auscultação e Concertação Social.
Os técnicos do INAC exercem advocacia a favor da criança junto de várias instituições do Estado ou da sociedade civil, além de promoverem palestras, debates, mesas redonda sobre temas inerentes à criança e do grau de cumprimento dos 11 compromissos, no âmbito do programa Bienal, disse José Maria Pereira.
O director do INAC garantiu que vão ser criadas, em breve, nas escolas, núcleos e redes comunais de protecção e promoção dos direitos da criança, de modo a sensibilizar as instituições escolares para a realização de assembleias, onde devem ser discutidos temas relacionados com os menores, além de incentivar a prática de actividades desportivas, recreativas e culturais.
“Pretendemos  criar espaços que permitam a participação da criança em actividades de reflexão sobre os fenómenos sociais nefastos que lhes afectam, no âmbito da jornada da criança. Queremos igualmente promover  acções com vista a participação dos menores na família e na escola”, concluiu José Maria Pereira.

Tempo

Multimédia