Províncias

Inspecção laboral detecta infracções de atropelo à Lei na construção civil

Marcelo Manuel| Ndalatando

O departamento de inspecção de trabalho da direcção de Assistência Pública, Emprego e Segurança Social no Kwanza-Norte registou no ano passado 27 infracções laborais, anunciou ontem a responsável do sector.

O departamento de inspecção de trabalho da direcção de Assistência Pública, Emprego e Segurança Social no Kwanza-Norte registou no ano passado 27 infracções laborais, anunciou ontem a responsável do sector.
 Maria Ricardo disse que nas 236 empresas inspeccionadas foram registadas 27 infracções laborais, que a direcção provincial registou 178 pedidos de intervenção de trabalhadores e entidades patronais e que o sector com mais casos de desrespeito à lei geral do trabalho foi o da construção civil. />Por falta de recursos, lamentou, as actividades do departamento limitaram-se aos municípios de Cazengo e Lucala.
A falta da celebração contratual entre entidades patronais e trabalhadores e casos de despedimentos sem justa causa foram as principais infracções, segundo a chefe de departamento de inspecção de trabalho da direcção de Assistência Pública, Emprego e Segurança Social no Kwanza-Norte. Maria Ricardo disse que muitas empresas, principalmente de construção civil e industriais, funcionarem sem seguro de risco e de saúde.

Tempo

Multimédia