Províncias

Instituto forma centenas de técnicos médios agrários

O Instituto Médio Agrário (IMA) no Kwanza-Norte formou mais de 300 técnicos médios desde a sua fundação, a 22 de Abril de 2008. O facto foi revelado à imprensa pelo director-geral da instituição, Luís Manuel Barradas, por ocasião do quinto aniversário.

Projectos agrícolas em curso na província
Fotografia: Jornal de Angola

Os quadros foram formados nas áreas de produção vegetal e recursos florestais e encontram-se actualmente inseridos em várias universidades e projectos agrícolas em curso na província e noutras regiões do país.
O responsável garantiu que a instituição dispõe de todas as condições técnicas e pedagógicas, visando conferir um aproveitamento positivo por parte dos alunos que se encontram a frequentar o IMA do Kwanza-Norte.
 A escola tem 452 alunos matriculados, que frequentam os cursos médios de produção vegetal, pecuária e recursos florestais e os básicos de mecanização agrícola e produção animal.  Dos alunos matriculados, 230 encontram-se em regime de internato, numa altura em que o funcionamento da escola é assegurado por 43 professores, entre os quais 12 expatriados. No quadro das comemorações do quinto aniversário, a instituição realizou no último fim-de-semana várias actividades socioculturais e desportivas, entre elas uma prova de ciclismo em circuito fechado e partidas cronometradas de 11 quilómetros, partidas de futebol e provas de atletismo em corta-mato.
 O IMA do Kwanza-Norte está localizada a 13 quilómetros de Ndalatando, dispondo de uma infra-estrutura construída de raiz que comporta 17 salas de aulas, cinco laboratórios devidamente equipados, sala de informática, oficinas de mecânica, biblioteca, enfermaria, cozinha industrial, central de tratamento de água e área administrativa.
 O empreendimento dispõe ainda de um campo de mais de 200 hectares para as práticas agrícolas, um internato com capacidade para mais de 200 alunos e um anfiteatro com 160 lugares.

Tempo

Multimédia