Províncias

Leite materno é o mais saudável

A parteira do Hospital Provincial Materno infantil do Cuanza-Norte  Elisa Gonçalves Viegas  aconselhou ontem, em Ndalatando, as mães a amamentarem os  bebés, de modo a evitarem a desnutrição por insuficiência de vitaminas, de que o leite materno dispõe.

Condenada a ideia de mães que não dão de mamar aos filhos
Fotografia: Domingos Cadência|Edições Novembro


Ao falar à Angop, a propósito da semana mundial do aleitamento materno, que decorre até ao dia 8 deste mês, disse que as crianças devem ser amamentadas com o leite materno desde o seu nascimento até aos dois anos de idade, por ser fundamental para o crescimento saudável da criança.
Elisa Viegas destacou a importância do aleitamento materno na protecção da criança de várias enfermidades, uma vez que é o único leite completo que contém todas as proteínas e vitaminas necessárias para o desenvolvimento sadio do menor.
“Se pretendemos ter um filho saudável é necessário que ele seja amamentado pelo tempo recomendado, visto que o leite materno previne os bebés de várias doenças, como as diarreias”, sustentou.
Elisa Viegas condenou a ideia de certas mães, principalmente jovens, que não dão de mamar aos  filhos, por alegadamente estarem a cuidar da sua elegância ou para protegerem os seios da flacidez.
Elisa Viegas desaconselha as mães que deixam os seus filhos serem amamentados por outras, como irmã ou  vizinha, por ser uma prática perigosa face às doenças virais. “A ideia das mulheres em ajudar o filho do vizinho ou da irmã, amamentar, é perigosa”, disse.

Tempo

Multimédia