Províncias

Lucala conta com novos professores

André Brandão | Ndalatando

O município de Lucala, na província do Cuanza Norte, conta com mais 93 professores e técnicos de artes e ofícios, que foram graduados ontem com diplomas e certificados de fim de curso.

Formados pelas escolas “Professores do Futuro” e “Polivalente e Profissionais”, afectas à ADPP, os graduados, dos quais 22 do sexo feminino, dizem estar prontos para reforçar o ensino primário nas comunidades, da primeira à sexta classe.
A Escola Polivalente Profissionais formou também 39 técnicos básicos, sendo oito do sexo feminino em electricidade, culinária e agro-alimentar.
 De acordo com a directora da ADPP no município do Lucala, Maria da Conceição, esta é a quinta cerimónia de graduação na Escola de Professores do Futuro e a terceira na Escola Polivalente e Profissionais, desde a sua fundação, em 2010.
 Maria da Conceição disse que os graduados são alunos do ano lectivo de 2014 e que a sua formação passou por vários períodos, incluindo a viagem realizada por alguns países da África Austral e estágios em diversas escolas primárias localizadas em zonas rurais, dos dez municípios da província.  Acrescentou que foi bom introduzir a Escola Polivalente e Profissionais na ADPP do Lucala, vocacionada para a formação em artes e ofícios de nível básico e cujo objectivo principal é promover o empreendedorismo.
 
Aulas práticas

Segundo a responsável, ao longo da formação, os graduados participaram em aulas de formação geral, específica e tecnológica.
Realizaram, de igual forma, estágios e outras actividades de curto prazo em várias instituições da província, como a escola do IMA no Camuaxi, em Ndalatando, a EPP Caxito, nos institutos de INEFOP de Ambaca e Samba-Cajú, restaurantes, roullotes, fazenda Tecnagro, IDF e IDA.
 Os recém-formados participaram também numa visita de investigação sociológica na comuna do Pungo-a-Nndongo, no município de Cacuso.
 Cerimónias de graduações decorreram em 14 escolas de Professores do Futuro e Polivalente Profissionais, de 9 a 17 de Janeiro deste ano, nas províncias de Luanda, Cuanza Norte, Cuanza Sul, Bengo, Benguela, Cabinda, Huambo, Zaire, Bié, Uíge e Cunene.
Foram já formados nas Escolas de Professores do Futuro 1.034 professores e 455 técnicos de prestação de serviços nas escolas Polivalentes e Profissionais.
 
Cooperação Angola
e Coreia do Sul

 
O embaixador da Coreia do Sul em Angola, Kim Dong-chan, prometeu envidar esforços para enviar alguns bolseiros angolanos para o seu país com o objectivo de aprenderem profissões ligadas às altas tecnologias.
Revelou que, há 50 anos, a Coreia do Sul foi uns dos países mais pobres do mundo, devido ao conflito armado e que, sem outros recursos, como o petróleo e diamantes, investiu no homem ministrando cursos técnicos. 
 Kim Dong-chan aconselhou os angolanos a investirem em áreas técnicas e na educação, porque lhes dá a possibilidade de desenvolvimento sustentável.
 O diplomata avançou que, há somente oito anos em Angola, está surpreso com o grande potencial de recursos naturais e clima favorável, além da força humana disponível para o seu desenvolvimento.
Recorde-se que a Coreia do Sul é o patrocinador da construção das escolas “Professores do Futuro” e “Polivalente e Profissionais”, afectas à ADPP.

Tempo

Multimédia