Províncias

Lwini forma professores na cidade de Ndalatando

 O director executivo da Fundação Lwini anunciou no fim-de-semana, em Ndalatando, capital do Kwanza-Norte, que a sua instituição vai apostar na promoção de cursos de formação e superação para professores do ensino especial na região, tendo em vista o aumento do desempenho dos docentes que trabalham no referido sistema de ensino.

Além da formação de docentes a fundação tem desenvolvido várias acções filantrópicas
Fotografia: André Brandão|Ndalatando

 O director executivo da Fundação Lwini anunciou no fim-de-semana, em Ndalatando, capital do Kwanza-Norte, que a sua instituição vai apostar na promoção de cursos de formação e superação para professores do ensino especial na região, tendo em vista o aumento do desempenho dos docentes que trabalham no referido sistema de ensino.
Alfredo Ferreira, que não avançou a data prevista para o início da formação, disse à Angop que a acção se destina a apetrechar os docentes do ensino especial com metodologias e ferramentas técnicas actualizadas. Além disso, em parceria com a Direcção Provincial da Assistência Social, vai proceder à entrega de diversos meios para serem distribuídos a pessoas com deficiências visuais como óculos com lentes graduadas, varinhas para apoiar a circulação de pessoas com deficiências visuais, relógios, entre outros.
 Ainda no quadro da sua acção de assistência a pessoas vulneráveis, a Fundação Lwini procedeu, no sábado, à entrega de diversos meios de locomoção constituídos por cadeiras de rodas, triciclos e canadianas, a 180 pessoas portadoras de deficiência física, oriundas dos municípios de Cazengo (sede da província), Lucala, Cambambe e Golungo Alto.
Esta acção de solidariedade insere-se num projecto da organização denominado “Um abraço amigo de solidariedade, esperança, mobilidade e liberdade”.

Tempo

Multimédia