Províncias

Mais casos de Sida são diagnosticados

Kátia Ramos | Ndalatando

Um total de 494 casos positivos de HIV/Sida foram diagnosticados na província do Kwanza-Norte, em 2012, pelas autoridades sanitárias, num universo de 22.250 testes realizados, revelou, em Ndalatando, o coordenador do Núcleo Provincial de Controlo e Combate à Sida.

Um total de 494 casos positivos de HIV/Sida foram diagnosticados na província do Kwanza-Norte, em 2012, pelas autoridades sanitárias, num universo de 22.250 testes realizados, revelou, em Ndalatando, o coordenador do Núcleo Provincial de Controlo e Combate à Sida.
Mateus Gaspar revelou que, dos testes efectuados, cerca de 10.794 foram realizados em mulheres gestantes, com 176 casos positivos, enquanto 201 casos positivos resultaram em mulheres não gestantes. O coordenador do Núcleo Provincial do Kwanza-Norte de Controlo e Combate à Sida assegurou que dos mais de 5.150 testes realizados a homens adultos, 103 tiveram resultados positivos.
O responsável disse que tem havido na comunidade determinadas acções que consistem na realização de palestras, distribuição gratuita de preservativos, cartazes, panfletos e outros meios que documentam o perigo, bem como os métodos de prevenção contra esta pandemia. Mateus Gaspar acresceu que a instituição realiza regularmente o teste do VIH/Sida voluntário a gestantes e mulheres em idade fértil e quando o resultado é positivo a paciente recebe aconselhamento e o consequente tratamento.
Para assegurar um parto seguro às mães seropositivas, a instituição realiza serviços de “corte de transmissão vertical”, explicou.
No decurso do ano passado, seis pessoas, entre crianças, jovens e adultos, morreram na província do Kwanza-Norte, vítimas da Sida.
Frisou que as maternidades de da cidade de Ndalatando e dos demais municípios possuem equipamentos modernos que permitem oferecer serviços sem qualquer risco para as parturientes.
Os testes foram realizados nos Hospitais Geral e em unidades sanitárias onde o programa de prevenção de transmissão vertical funciona em pleno, bem como em Centros de Aconselhamento e Testagem Voluntária (CATV).
Segundo o responsável, existem na província do Kwanza-Norte 12 unidades de referência, das quais sete encontram-se no município de Cazengo (Ndalatando) e as demais nos municípios de Lucala, Ambaca e Samba-Caju.

Tempo

Multimédia