Províncias

Mau estado das estradas condiciona entrega de livros

O mau estado de grande parte das vias de acesso aos municípios do interior da província do Cuanza-Norte está a dificultar o cumprimento do programa de distribuição gratuita de manuais escolares aos alunos no presente ano lectivo.

Vias de acesso aos municípios clama por obras urgentes
Fotografia: kindala Manuel | Edições Novembro

Segundo uma nota do Gabinete Provincial da Educação do Cuanza-Norte,  o sector da Educação tem disponíveis, para distribuição gratuita no presente ano lectivo, 126  mil 320 manuais de várias disciplinas, no quadro de um Programa Nacional do Ministério da Educação.
O material académico, segundo uma orientação do Ministério  da Educação,  é para ser distribuído gradualmente e de forma gratuita aos alunos das escolas do ensino primário e do I ciclo nos dez municípios da província, mas devido aos constrangimentos verificados no processo de distribuição por causa do mau estado das vias de acesso a certas localidades do interior foram apenas entregues 37 mil 880 livros.
Do lote de material académico, constam ainda 6.720 cadernos, 10 mil  801 ma-nuais de caligrafia, 981 relatórios descritivos, 685 ma-
nuais de resgate de valores, 507 cadernos de avaliação, 406 livros de literatura di-versa, caixas de giz, apagadores, livros de ponto, secre-
tárias e armários para serem distribuídos por várias esco-
las da província do Cuanza-Norte.
O sector da Educação da província do Cuanza-Norte matriculou, no presente ano lectivo, 155 mil 728 alunos, que estudam em 403 escolas, cujas aulas são ministradas por 3.389 professores.

Tempo

Multimédia