Províncias

Médicos em Ndatalando com melhores condições

Manuel Fontoura | Ndalatando

Um grupo de médicos em missão de serviço em Ndalatando dispõe agora de melhores condições de alojamento, com a inauguração de um novo edifício residencial, com 12 apartamentos.

Edifício inaugurado para acomodar médicos cubanos que trabalham na província
Fotografia: Jornal de Angola


O edifício, totalmente mobilado, foi inaugurado em simultâneo pela embaixadora cubana em Angola, Gisela Beatriz Garcia Rivera, e pelo governador provincial, Henrique André Júnior.
Cada apartamento tem uma sala, cozinha, casa de banho, dois quartos e uma suite. A construção do edifício durou oito meses e custou 180 milhões de dólares ao Estado.
A embaixadora cubana disse que, para além da inauguração do imóvel, a sua visita a Ndalatando visou estreitar os laços de amizade com o governo do Kwanza-Norte. Gisela Rivera afirmou que Cuba tem uma grande amizade e cooperação com Angola e pretende reforçar esta cooperação e contribuir para que o Kwanza-Norte e o país avancem nos domínios da saúde, educação e construção.
O governador provincial do Kwanza-Norte, Henrique André Júnior, disse ser necessário criar condições para que os profissionais cubanos possam trabalhar sem problemas, o que passa também pelas condições de habitabilidade.
No âmbito do Programa de Investimentos Públicos (PIP) estão em construção outras residências em quase todos os municípios. Num curto espaço de tempo, todos os municípios têm  estruturas novas e modernas para servir os quadros e a população em geral.

Tempo

Multimédia