Províncias

Melhorias sociais são registadas em Samba Cajú

O administrador municipal de Samba Cajú realçou, na quarta-feira, num encontro com os jornalistas, os benefícios registados ao longo dos 36 anos de Independência Nacional, proclamada em 11 de Novembro de 1975.

O administrador municipal de Samba Cajú realçou, na quarta-feira, num encontro com os jornalistas, os benefícios registados ao longo dos 36 anos de Independência Nacional, proclamada em 11 de Novembro de 1975.
João Leitão salientou, entre as conquistas obtidas depois da independência, a construção e reabilitação de infra-estruturas nos domínios da educação, saúde, água e energia eléctrica.
Antes da independência, recordou, o município de Samba Cajú tinha 20 escolas do ensino primário e agora tem 57, distribuídas por quase todas as aldeias, o que permite a inserção de um número, cada vez maior, de crianças no sistema normal de ensino. />Na saúde, realçou a construção de unidades sanitárias em todos os sectores e na única comuna de Samba Cajú, o que permite a cobertura sanitária de todo o município.
O administrador realçou também o programa “água para todos”, que aumentou a capacidade de distribuição à vila, que passou de 50 para 70 metros cúbicos, e permitiu a construção de chafarizes e de novos sistemas de abastecimento na maioria das aldeias.
João Leitão salientou, igualmente, o facto de a sede municipal e o sector do Pambo dos Sonhi terem, pela primeira vez, energia produzida na barragem hidroeléctrica de Capanda, o que contribui para desenvolvimento do município.

Tempo

Multimédia