Províncias

Mercado de emprego é deficiente

Marcelo Manuel | Ndalatando

O director provincial da Assistência Pública, Emprego e Segurança Social do Kwanza- Norte, Pedro João Fula, defendeu ontem em Ndalatando a aplicação de uma formação profissional dos jovens assente em princípios e mecanismos legais que assegurem o primeiro emprego.

Pedro Fula, que falava à margem da abertura do novo ciclo lectivo no Centro de Formação Profissional de Ndalatando, sublinhou que a oferta do primeiro emprego está entre os direitos fundamentais dos jovens garantidos pela Constituição e a legislação laboral. Este ano, indicou, foram inscritos mais de mil candidatos nos centros de formação profissional da província do Kwanza-Norte, 825 dos quais foram apurados.
Segundo Pedro Fula reafirmou a preocupação do Estado em relação à formação dos mais jovens e considerou que os cursos de formação profissional são uma boa via de mediação entre o mercado de trabalho e os jovens que procuram o primeiro emprego. No entanto, considerou ainda deficiente o mercado de emprego na criação de postos de trabalho e inserção de jovens.

Tempo

Multimédia