Províncias

Mototaxistas aprendem Código da Estrada

Manuel Fontoura | Ndalatando

Um total de 48 motoqueiros  do município do Cazengo, no Cuanza Norte, receberam, na quarta-feira, licenças de condução, livretes e coletes reflectores, depois de concluírem uma formação sobre às regras gerais do código de estrada e sinalização.

Governador provincial na foto da família com os motoqueiros durante a entrega de documentos
Fotografia: Nilo Martins | Edições Novembro | Cuanza Norte

Na acção formativa, promovido pela  Administração Municipal do Cazengo e pela Direcção Provincial da Viação e Trânsito, os motoqueiros apresentaram propostas e sugestões, tendo recebido orientações precisas quanto à forma  de se comportar no  exercício da actividade de táxi.
Os motoqueiros reconheceram os esforços da administração e da Direcção Provincial da Viação e Trânsito em promover a formação, e criarem uma sala de estudo que tem servido para educar e instruir às regras de trânsito.   
Na mensagem dos motoqueiros, referem que a sociedades só crescem quando estão organizadas, por isso, devem igualmente se organizar para melhor servir o cidadão, contribuído, desta forma, para o desenvolvimento do seu meio social.
Encorajaram a Administração Municipal do Cazengo e o Comando Provincial da Polícia Nacional a continuar com esta dinâmica, visando a abrangência de mais motoqueiros que, nesta altura, ainda não possuem documentos.
Agradeceram os formadores que, com zelo e dedicação, puderam transmitir os conteúdos ligados a actividade de táxi, desde os processos básicos das regras regais do código de estradas e sinalização. Para o bom exercício da actividade de táxi, a aconselharam aos demais motoqueiros a e usarem obrigatoriamente do capacete, respeitarem os sinais de trânsito e devem a obediência as orientações da polícia de ordem pública, o regulador do trânsito e demais utentes.
O governador provincial do Cuanza Norte, José Maria Ferraz dos Santos, disse que a entrega de documentos aos motoqueiros é o resultado de um encontro realizado em Dezembro último no cine Ndalatando. Na altura, acrescentou, os jovens manifestaram a falta de licença de condução que os habilitasse a usar os meios sem problemas, por forma a obterem rendimentos. Para o governador, os motoqueiros são parceiros válidos do Estado, daí ter orientado  o Comando da Polícia Nacional  a ajudar os mototaxistas na formação e capacitação para o cumprimento das regras de trânsito.
José Maria Ferraz dos Santos aconselhou os motoqueiros a filarem-se na Associação Provincial dos Motoqueiros, uma forma de estarem mais organizados, porque, referiu,  só assim o Governo da província pode ouvi-los sempre que tiverem problemas com a Polícia e com a manutenção dos seus meios. 
“Peço aos moto- táxis a trabalharem sempre com ordem, respeitando a lei e a não praticarem o crime, ganhando o seu dinheiro com dignidade e terem sempre tempo para frequentarem à escola e aumentar os seus conhecimentos”, disse.

Tempo

Multimédia