Províncias

Muitas pessoas querem saber estado serológico

Pelo menos 224 cidadãos fizeram testes voluntários de VIH-Sida, no município de Ambaca, em Janeiro e Fevereiro, tendo sido registado um novo caso positivo.

No Instituto Nacional de Luta Contra a Sida são traçadas estratégias para evitar a propagação da doença
Fotografia: Francisco Fernardo

Pelo menos 224 cidadãos fizeram testes voluntários de VIH-Sida, no município de Ambaca, em Janeiro e Fevereiro, tendo sido registado um novo caso positivo.
O dado foi avançado ontem, pelo director do Hospital Municipal de Ambaca, Álvaro Zita Viegas, segundo o qual 200 mulheres e 24 homens fizeram testes no Centro de Aconselhamento e Testagem Voluntária de VIH-Sida (CATV).
 O médico disse que o único caso registado durante o ano em curso envolveu uma gestante que já beneficia de terapia, no âmbito do programa de corte de transmissão vertical, de modo a garantir que o bebé nasça livre da doença.
De acordo com este responsável, desde a abertura do programa no município, em Maio de 2009, até Dezembro do mesmo ano, foram feitos 414 testes de VIH-Sida, resultando em seis casos positivos. Os novos infectados já beneficiam de tratamento com retrovirais naquele hospital, assegurou.
O médico revelou que o CATV do município de Ambaca funciona actualmente com dois técnicos e dispõe de condições suficientes para o atendimento e aconselhamento dos doentes infectados.
 
Casos de malária

Álvaro Viegas adiantou que, nos dois primeiros meses deste ano, foram registados pelo menos 1.526 casos de malária.
Em declarações à Angop, esclareceu que a malária constituiu a principal causa de internamento durante este período, seguida das doenças diarreicas agudas, com 567 casos, e respiratórias, com 566 casos registados.
 Houve ainda 77 casos de febre tifóide, a quarta maior causa de internamento de pacientes.
O responsável explicou que, entre Janeiro e Fevereiro, foram feitas 1.867 consultas externas, sendo 759 na área de medicina geral, 660 na de pediatria, 339 na de obstetrícia, 91 na de ortopedia e 13 na de puericultura e ginecologia.
 Com uma capacidade de 58 camas, o Hospital Municipal de Ambaca conta com um corpo clínico constituído por quatro médicos, um técnico superior de enfermagem e 28 enfermeiros.

Tempo

Multimédia