Províncias

Mulheres sabem transformar bens agrícolas

André Brandão | Ndalatando

Um grupo de 35 mulheres do município do Golungo Alto terminou com êxito o curso de transformação, processamento e conservação de produtos agrícolas, numa iniciativa do Ministério da Família e Promoção da Mulher, em parceria com a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura.

Camponesas são incentivadas a estudar
Fotografia: Nilo Mateus |

A actividade decorreu no Cuanza Norte e conta com o apoio de Governos Provinciais e sectores da Agricultura, Indústria e Comércio.
A ministra da Família e Promoção da Mulher, Filomena Delgado, disse que a formação é resultado de um pedido das mulheres agricultoras, de forma a aproveitar os produtos do campo, que muitas vezes se estragam por falta de conservação ou mesmo transformação. Este projecto vai igualmente beneficiar a juventude que não esteja a trabalhar nem a estudar, para que possam transformar os produtos em pequenos negócios e daí conseguir vender e aumentar o poder económico e melhorar a condição de vida das famílias nas comunidades.
O Ministério da Família e Promoção da Mulher está ainda a trabalhar com o Instituto Nacional de Pequenas e Médias Empresas para orientar os interessados a prosseguir com os seus negócios.
O curso tem ligação com os programa de segurança alimentar e nutrição, pois muitas camponesas têm bons produtos, mas não utilizam na sua dieta alimentar e por isso devem estudar para conhecer outros hábitos e novas tendências alimentares, para um crescimento saudável do indivíduo, particularmente das crianças.

Tempo

Multimédia