Províncias

Ndalatando com novos equipamentos sociais

Manuel Fontoura | Ndalatando

A cidade de Ndalatando vai ter no final deste ano novas infra-estruturas sociais que garantem um desenvolvimento sustentável.

Para além da nova Escola Técnica da Saúde está a ser construída outra do II Ciclo
Fotografia: Manuel Fontoura | Ndalatando

A cidade de Ndalatando vai ter no final deste ano novas infra-estruturas sociais que garantem um desenvolvimento sustentável. O vice-governador da área Técnica e Infra-estruturas, Erlindo Lidador, foi ver os trabalhos que decorrem na Escola Técnica de Enfermagem, na escola do segundo ciclo do bairro Embondeiro, no palácio governamental, no edifício onde ficam alojadas as Direcções Provinciais e na nova maternidade provincial.
As obras de construção da escola Técnica de Enfermagem do Kwanza-Norte e do novo edifício para as Direcções Provinciais estão a cargo da construtora Sino-Hydro. O fiscal da empreitada, Victor Mares, disse que o prazo de execução é de dez meses.
A escola Técnica de Enfermagem do Kwanza-Norte tem quatro pisos, com 20 salas, um auditório, escritórios e arquivos. Construída numa área útil de 2.900 metros quadrados, vai contar também com instalações desportivas e uma zona para estacionamento de viaturas. Na empreitada estão empregados 55 operários.
Os trabalhos relativos à edificação do novo edifício das Direcções Provinciais arrancaram no início de Janeiro e devem terminar também dentro de dez meses. O edifício conta com três pisos e vai alojar todas as direcções do Governo Provincial. 
As obras do palácio devem terminar em Fevereiro de 2012.
O novo palácio está a ser construído numa área de 1.700 metros quadrados e conta igualmente com habitações secundárias, escritórios, suites, uma piscina e um ginásio. 
O vice-governador para a área Técnica e Infra-estruturas visitou também as obras na escola do segundo ciclo do bairro Embondeiro com 12 salas, que vai receber 500 alunos.  A edificação da nova maternidade provincial do Kwanza-Norte começou em Setembro de 2010 e termina num período de 18 meses. Com uma capacidade de internamento de 129 camas, a unidade sanitária está orçada em três milhões de dólares.   O vice-governador para área Técnica e Infra-estrutura, Erlindo Lidador, disse no final da sua visita que o nível de execução das obras é animador, a julgar pelos avanços que ganharam nos últimos tempos.
Erlindo Lidador disse que a aposta do Governo Provincial é o aumento das estruturas sociais.
“Estas são obras que daqui para frente vão mudar a imagem de Ndalatando do ponto de vista arquitectónico”, disse. Revelou também, a possibilidade de nos próximos meses, para além destas obras, entrar em acção o processo de reabilitação de outros imóveis.

Tempo

Multimédia