Províncias

Novo sistema de abastecimento de água inaugurado na aldeia de Manguengue

O vice-governador do Kwanza-Norte para a Organização e Serviços Técnicos, José Alberto Quipungo, inaugurou na sexta-feira, na povoação de Manguengue, no município do Bolongongo, um sistema de captação, tratamento e distribuição de água potável, construído no âmbito do Programa “Água para todos”.

Programa “Água para todos” está paulatinamente pôr termo à escassez do líquido
Fotografia: Jormal de Angola

O vice-governador do Kwanza-Norte para a Organização e Serviços Técnicos, José Alberto Quipungo, inaugurou na sexta-feira, na povoação de Manguengue, no município do Bolongongo, um sistema de captação, tratamento e distribuição de água potável, construído no âmbito do Programa “Água para todos”.
O sistema, cujas obras duraram 90 dias, compreende um mecanismo de captação por gravidade, construído no rio Ngoma, localizado a oito quilómetros da povoação, explicou José Huote Quibuluca, encarregado da empresa “Huccomer”, responsável pelas obras.
O projecto contemplou ainda a construção de três fontanários, uma lavandaria, balneário público e a reabilitação de um tanque de armazenamento de água com a capacidade de 31 metros cúbicos.
O sistema vai beneficiar 244 famílias das localidades de Manguegue e Kindala.
O administrador municipal do Bolongongo, Daniel Passala Velho, sublinhou que a acção põe fim a mais de 30 anos de “sofrimento” das populações locais, que eram obrigadas a percorrer longas distâncias para obterem o líquido.
O vice-governador para a Organização e Serviços Técnicos, José Alberto Quipungo disse, por sua vez, que o governo está a trabalhar no melhoramento do fornecimento do líquido à população, de acordo com os programas já traçados e adiantou que projectos do género estão a ser executados em todos os municípios da província. Pediu ainda à população para preservar o empreendimento, para que possa servir as gerações vindouras. O sistema de captação, tratamento e distribuição de água potável de Manguengue foi inaugurado no âmbito das festividades do Dia da Paz, que se assinala hoje.
O empreendimento orçou em perto de 11 milhões de kwanzas, financiados pelo Fundo de Gestão Municipal.

Tempo

Multimédia