Províncias

Novos cursos profissionais

Paulo Mateus | Lucala

O município de Lucala, no Kwanza-Norte, dispõe, desde a semana passada, de um centro de formação profissional vocacionado para ministrar cursos de Informática, Inglês, Decoração, Culinária, Electricidade, Contabilidade Bancária e Cabeleireira.

Entre os cursos a serem ministrados no novo centro consta o de electricidade
Fotografia: Jornal de Angola

O município de Lucala, no Kwanza-Norte, dispõe, desde a semana passada, de um centro de formação profissional vocacionado para ministrar cursos de Informática, Inglês, Decoração, Culinária, Electricidade, Contabilidade Bancária e Cabeleireira.
A implementação do referido centro é de iniciativa privada e, de acordo com o seu responsável, Euletério Bento Cristóvão, das 50 vagas existentes 35 já foram preenchidas, com realce para a cadeira de informática, orientada por três formadores.
As propinas de inscrição vão de 2.990 a 9.090 kwanzas, dependendo do curso. A escola, cuja denominação é “Wajiz – Tecnolog”, oferece igualmente serviços de manutenção de computadores e impressoras e instalação de programas informáticos.
A iniciativa está a ser aplaudida pela juventude local, que vê no mundo das tecnologias um futuro risonho. Paulo da Ressurreição, um dos inscritos no curso de informática, espera com ansiedade o início do mesmo e acredita que após a sua conclusão vai ter mais facilidade em encontrar emprego. “Não tenho a menor dúvida de que a abertura do centro na vila do Lucala vai impulsionar e diversificar a qualidade de ensino na região”, sublinhou.
Euletério Cristóvão aconselhou os formandos a frequentarem os cursos com responsabilidade, avançando que a competência laboral é reflexo dos conhecimentos adquiridos durante os vários ciclos de formação.
No município do Lucala está também em curso a construção de uma escola com15 salas, pertença da organização filantrópica “Ajuda de Desenvolvimento de Povo para Povo” (ADPP).
Os custos globais estão avaliados em 3,24 milhões de dólares, patrocinados pela ONG sul coreana”Koica”, em parceria com o Executivo angolano. As obras terminam entre Fevereiro e Março do próximo ano.

Tempo

Multimédia