Províncias

Obras da administração do Golungo Alto ficam concluídas em Fevereiro próximo

Marcelo Manuel | Golungo Alto

O novo edifício da Administração Muncipal do Golungo Alto, na província do Kwanza-Norte, está pronto em Fevereiro próximo, anunciou o administrador Cirilo Matias.

Parte frontal da nova administração municipal que vai acolher outros serviços
Fotografia: Marcelo Manuel| Golungo Alto

O novo edifício da Administração Muncipal do Golungo Alto, na província do Kwanza-Norte, está pronto em Fevereiro próximo, anunciou o administrador Cirilo Matias. As obras começaram no princípio do segundo semestre deste ano, com fundos do programa de desenvolvimento do Governo.
 Cirilo Matias disse que o novo edifício vai oferecer maior conforto e dignidade aos seus funcionários, passando a albergar as repartições da Educação, Saúde, Assuntos Socais, Económicos, Energia e Águas, Comércio e Hotelaria.
“No passado tínhamos poucas áreas, mas hoje a administração vai agrupar vários serviços, de maneira que, quando um  cidadão pretender resolver os seus problemas, possa fazê-lo num único edifício”, destacou o administrador  Cirilo Matias.

Fogos habitacionais

Em relação ao projecto dos 200 fogos habitacionais, em curso no município do Golungo Alto, desde Julho passado, Cirilo Matias deu a conhecer que as obras caminham a bom ritmo, tendo anunciado que já existem mais de 100 residências prontas a serem habitadas.
“Acredito que as casas podem ser entregues até finais de Fevereiro de 2013”, disse o administrador. São habitações do tipo T-3, com casas de banho, cozinha e quintal.
Cirilo Matias salientou que, este ano, o sector da Educação ficou com mais 30 salas de aulas, desde o ensino básico até ao segundo ciclo do ensino secundário.
Segundo Cirilo Matias, o processo de alfabetização e aceleração escolar conta com três mil matriculados, número considerado insatisfatório, tendo em conta os 30.000 habitantes do município.
O programa de investimentos públicos da província do Kwanza-Norte referente a 2013 engloba, para o município do Golungo Alto, a construção do Tribunal Municipal, do Instituto Médio Técnico, escolas com três, seis e 12 salas, bem como a conclusão do projecto de fornecimento de energia e água potável, segundo o administrador.

Tempo

Multimédia