Províncias

Péssimo estado das estradas dificulta o desenvolvimento

André Brandão | Ndalatando

O mau estado das estradas secundárias e terciárias é um dos principais factores que dificultam o desenvolvimento da província do Kwanza-Norte, concluíram os participantes ao seminário provincial de consulta e concertação sobre a estratégia nacional de comercialização rural, que decorreu na quarta-feira, na cidade de Ndalatando.

Camponeses pedem a reabilitação das vias de acesso para facilitar o escoamento de bens
Fotografia: Jornal de Angola

O seminário, que teve a participação activa de agricultores, empresários e representantes de camponeses organizados em associações e cooperativas, centrou-se, fundamentalmente, na reactivação do comércio rural. Ficou acordado que os preços dos produtos do campo devem ser praticados em função das assimetrias das regiões e do mau estado das vias de acesso. A construção de armazéns com condições para a conservação dos produtos agrícolas nos municípios foi considerada como prioritária, para garantir uma melhor qualidade. Foi, igualmente, defendida a formação de aspirantes a comerciantes. O director nacional da Unidade Técnica de Combate à Pobreza apresentou, durante o seminário, a proposta de Estratégia Nacional para Implementação do Programa de Aquisição de Produtos Agro-pecuários (PAPAGRO), e o respectivo plano de acção.
Francisco Comba explicou  as várias questões ligadas à tipologia das infra- estruturas logísticas para a recepção, comercialização e armazenamento, como lojas, armazéns e câmaras de conservação de produtos a serem instaladas nos municípios, e a sua operacionalização.
Peritos do Ministério do Comércio, membros do Governo, administradores municipais, técnicos da direcção provincial da Agricultura, Pescas e Desenvolvimento Rural, académicos, associações socioprofissionais, entidades religiosas e autoridades tradicionais participaram no seminário.

Tempo

Multimédia