Províncias

Pessoas com necessidades recebem assistência social

Manuel Fontoura | Ndalatando

Mais de 25 mil pessoas necessitadas foram apoiadas com bens diversos pela direcção provincial da Assistência e Reinserção Social do Kwanza-Norte, durante o primeiro semestre deste ano, no quadro do programa de apoio às pessoas com elevado grau de vulnerabilidade.

Mais de 25 mil pessoas necessitadas foram apoiadas com bens diversos pela direcção provincial da Assistência e Reinserção Social do Kwanza-Norte, durante o primeiro semestre deste ano, no quadro do programa de apoio às pessoas com elevado grau de vulnerabilidade.
No âmbito do cumprimento das tarefas programadas destaca-se o apoio directo a 2.107 pessoas portadoras de deficiência, 9.374 idosos e 6.223 crianças órfãos.
O MINARS provincial atendeu, ainda, gratuitamente, 820 crianças nas suas instituições, designadamente em creches, centros infantis e escolares comunitários, 924 pessoas desamparadas, 25 refugiados da vizinha República do Congo e 87 retornadas ao país.
Além disso, deu suporte a 2.911 famílias de baixo rendimento, 141 mães solteiras, 309 viúvas e 2.205 desmobilizados dos protocolos de Bicesse, Lusaka e Memorando de Entendimento do Luena.
De acordo com a directora provincial do Kwanza-Norte, da Assistência e Reinserção Social, Lídia Martins, as condições destes utentes são preocupantes, uma vez que a maioria deles ainda se encontra a viver em condições bastante críticas e que necessitam de apoio permanente do Estado. A responsável afirmou também que das 820 crianças de ambos os sexos atendidas nos centros infantis, mais precisamente nas áreas de berçário, jardim e creche, 150 frequentam o centro infantil de Ndalatando e 390 os centros comunitários, 130 no centro de Lucala e 150 no de Cambambe.
Cerca de 361 idosos foram contemplados com farinha de milho, peixe seco e roupa usada.
Ainda de acordo com o mesmo programa, cerca de 874 pessoas portadoras de deficiência receberam peixe seco, cobertores, cadeiras de roda, canadianas, muletas, triciclos manuais, triciclos motorizados e roupa usada.
De acordo com a directora provincial do MINARS, a instituição doou 1.328 kits profissionais para as actividades de recauchutagem, serralharia, corte e costura, engraxador, electricista e canalizador.
A par destes projectos, a direcção do MINARS, na província do Kwanza-Norte tem levado a cabo várias acções com vista a melhoria das condições dos assistidos.
A directora garantiu que muitos  projectos, antes gavetados vão ser efectivados a partir dos próximos dias, uma vez que, nesta fase, o Executivo está a dar uma atenção especial à esta franja da sociedade.

Tempo

Multimédia