Províncias

Projecto de horta familiar em expansão

Marcelo Manuel | Ndalatando

Famílias da Associação de Camponeses Sagrada Família, da comunidade do Kirima do Hola, município de Cazengo, Cuanza Norte, receberam parcelas de terras talonadas e mecanizadas para a criação de hortas familiares.

Cada família recebeu um canteiro onde já estão lançadas e plantadas sementes diversas
Fotografia: Nilo Mateus|

O projecto é uma iniciativa do Ministério da Família e Promoção da Mulher em parceria com o Ministério da Agricultura e o Fundo das Nações Unidas para Alimentação (FAO) e tem como objectivo garantir alimentos com qualidade e a redução da pobreza.
Cada família, num total de cem, recebeu um canteiro com 250 metros quadrados, onde já estão lançadas e plantadas sementes de milho, feijão, mandioca, couve, melancia, repolho, beringela, pimento, cebola, tomate e quiabo.
José Kazua, em representação da Direcção Provincial da Família e Promoção da Mulher, frisou que o projecto de criação de hortas familiares tem como objectivo apoiar a mulher rural, com vista ao aumento da produção agrícola e melhoria da dieta alimentar.
Com o aumento da produção o Executivo pode reduzir as importações e diversificar a economia nacional. A FAO, destacou, procedeu ao envio de 500 quilos de semente de milho e de feijão.  Projectos do género estão em curso há já dois anos nas comunidades de Canaulo e Maleso, no Golungo-Alto, patrocinados também pelo MINFAMO e FAO.
De acordo com o chefe de departamento do Instituto de Desenvolvimento Agrário, Paulo Bungo, a província do Cuanza Norte possui condições propícias para o cultivo de hortaliças em qualquer período, mas ressaltou a sensibilização e treino dos camponeses no sentido de criarem o hábito de tais práticas.
“A nível da região Norte de Angola a população não está acostumada a produzir hortaliças durante o tempo chuvoso, devido à herança colonial da cultura de produtos mais perenes como a mandioca, café e algodão”, disse.
 Paulo Bungo referiu que se trabalha com os pequenos agricultores na introdução de novas técnicas de cultivo, em particular no que toca à selecção dos terrenos, sementes, pesticidas, aplicação de adubos e regas, de forma a garantir o sucesso do projecto. O projecto é uma mais-valia porque vai permitir a produção de hortaliças durante o ano todo.

Tempo

Multimédia