Províncias

Proliferam as construções clandestinas

André Brandão | Ndalatando

O Comando Provincial de Protecção Civil e Bombeiros no Cuanza Norte está preocupado com as construções em zonas de risco em bairros dos municípios de Cazengo, Cambambe, Golungo Alto e Lucala, disse o seu porta-voz.

Fotografia: JAIMAGENS

André da Costa afirmou ao Jornal de Angola que no Cazengo estão em risco algumas casas dos bairros Banga, Camungo, Kibuangoma, Camundai, primeiro de Agosto, 11 de Novembro, Kilamba, Miradouro, Posse, Tala-Hady, Chirimbimbe e Sassa.Em Cambambe a situação é semelhante nos bairros de Cassesse, principalmente os construídos ao longo do rio Capala, largo 4 de Fevereiro, Kibulo, 34, Mucoso e aldeia piloto.
No Golungo Alto os bairros com casas em perigo são os de Kiaposse e Balão e no Lucala, os do CTT de Cima e de Baixo e o da zona que liga ao posto policial.O porta-voz lamentou que muitos bairros da cidade de Ndalatando não tenham condições que permitam circular com uma maca ou um caixão e que há bairros, relativamente perto do quartel dos bombeiros, aos quais os serviços de emergência podiam chegar em cinco minutos 15 ou 20.
As chuvas deste ano nos municípios de Cazengo, Ambaca, Lucala e Samba-Caju afectaram 204 pessoas, cujas casas desabaram, ficaram sem tecto ou foram inundadas.

Tempo

Multimédia