Províncias

Província regista melhorias nas redes de saúde e escolas

Marcelo Manuel | Ndalatando

Na província do Kwanza-Norte foram construídas nos últimos seis anos 43 unidades sanitárias totalmente apetrechadas. O governador provincial, Henrique Júnior, disse que com estas obras a província passou a contar com mais 482 novas camas hospitalares.

Na província do Kwanza-Norte foram construídas nos últimos seis anos 43 unidades sanitárias totalmente apetrechadas. O governador provincial, Henrique Júnior, disse que com estas obras a província passou a contar com mais 482 novas camas hospitalares.
O governante precisou que actualmente a região conta com 122 unidades sanitárias em funcionamento, com 884 camas hospitalares disponíveis, o que representa um aumento de 43 novos estabelecimentos de saúde e 482 camas comparativamente ao ano de 2006.
Em relação às doenças mais registadas, a província passou dos 270.322 casos em 2006 para 72.488 em 2011, correspondendo a um decréscimo de 273 por cento.
A malária continua a ser a principal causa da morte e internamento nas unidades sanitárias.
Quanto ao sector da Educação, a rede escolar registou um crescimento médio de 29,41 por cento, desde 2006, ao matricular actualmente 115.277 alunos no ensino regular. Estes dados, salientou o governador, mostram um aumento de 26.204 alunos comparativamente aos 89.073 inscritos em 2006. O aumento dos alunos nas escolas   deveu-se à construção de 375 novas salas de aulas, com uma média anual de 75 novas turmas. A meta preponderante da actuação do governo em 2013 – sublinhou Henrique Júnior – vai ser o combate à fome e a luta pela redução da pobreza, componentes integrantes e predominantes do Programa de Investimentos Públicos (PIP) .
O governador exaltou a influência dos subsídios dos membros do Conselho de Auscultação Social na execução de acções no domínio da saúde, recuperação de infra-estruturas, comércio rural, energia e águas, produção e formação profissional. Henrique André Júnior lembrou que o governo da província do Kwanza-Norte, no âmbito do seu programa de desenvolvimento, executou nos últimos anos um conjunto de projectos cujos resultados se reflectem na melhoria de vida da população regional.
Reconheceu haver ainda desafios para o renascimento do Kwanza-Norte, situação que o levou a apelar ao envolvimento de todos os parceiros públicos e privados.
“É importante que todos  concordem que o desenvolvimento económico e social da província do Kwanza-Norte é possível e desejável”, salientou o governador Henrique André Júnior.

Tempo

Multimédia