Províncias

Quadros das administrações aprimoram conhecimentos

Manuel Fontoura | Ndalatando

Funcionários das administrações municipais do Kwanza-Norte estão a participar, em Ndalatando, num seminário de formação de formadores provinciais sobre saneamento total liderado pelas comunidades e escolas.

Em Ndalatando estão a ser traçadas novas estratégias para melhorar o saneamento
Fotografia: Jornal de Angola

O seminário, uma iniciativa do Ministério do Ambiente e ministrado por peritos da Unidade Técnica Nacional de Saneamento Ambiental (UTNSA), tem o objectivo de fazer com que os funcionários aperfeiçoem as técnicas necessárias para promoverem acções de sensibilização e esclarecimento da população no sentido das pessoas deixarem de defecar na via pública.
O vice-governador para a organização, serviços técnicos e infra-estruturas, Erlindo Lidador, disse que a formação vai permitir dotar os funcionários de competências em termos de comunicação com as comunidades. A educação ambiental, recordou, tem sido uma preocupação do Executivo para que, como sublinhou, cada cidadão, na sua aldeia, bairro ou comunidade, adopte atitudes positivas, como seja não defecar ao ar livre e nos rios, para a manutenção e conservação do meio ambiente.
Do programa de formadores em saneamento total constam, entre outros temas, a partilha de experiências de projectos de saneamento e a sua importância, higiene, treino de facilitadores, ferramentas e técnicas para facilitar a acção, mapeamento e cálculos.
No âmbito deste programa liderado pelas comunidades e escolas, o Governo do Kwanza-Norte vai apresentar, até ao fim deste mês, um plano pormenorizado para acelerar a sua aplicação em todos os municípios. Este programa vai ser desenvolvido, em paralelo com o abastecimento de água potável às diferentes comunidades da província do Kwanza-Norte.

Tempo

Multimédia