Províncias

Reabilitação das estradas municipais

Manuel Fontoura | Ndalatando

As estradas que ligam os municípios de Samba Cajú e Quiculungo, Bolongongo à comuna de Terreiro, Samba Cajú e Banga e Golungo Algo e Ngonguembo vão ser reabilitadas no decorrer deste ano para melhorar a circulação de pessoas e bens e impulsionar o desenvolvimento das referidas localidades.

Director do Gabinete de Estudos e Planeamento do Governo Provincial garante a existência de verbas para as empreitadas
Fotografia: Nilo Mateus | Ndalatando-Edições Novembro

O anúncio foi feito ontem, em Ndalatando, o director provincial do Gabinete de Estudos, Planeamento e Estatística (GEPE) do Governo do Cuanza Norte.
Edmildo Teixeira disse que essas estradas encontram-se muito degradadas e travam, de uma maneira geral, o desenvolvimento das localidades, particularmente os 36 quilómetros entre o Samba Cajú e Quiculungo, os 24 quilómetros entre Bolongongo e Terreiro, os 47 que ligam o Samba Cajú e a Banga e os cerca de 20 que faltam ser reabilitados e asfaltados entre Golungo Algo e Ngonguembo.
Edmildo Teixeira referiu que o orçamento deste ano contempla, no âmbito do Programa de Investimentos Públicos, uma verba para o início dessas obras antes adjudicadas a uma empresa com a qual o Ministério da Construção rescindiu o contrato. 
O director GEPE do Governo local explicou que o sector da construção programou também a reabilitação das estradas terciárias do Golungo Alto, entre o bairro Açude à comuna da Cerca, a estrada que liga a localidade do Pambo dos Sonhe (Samba Cajú) ao Quiculungo, até ao bairro Khezo, bem como a asfaltagem da vila de Ambaca e do bairro Social da Juventude. 
O governo da província pretende ainda este ano construir a centralidade de Ndalatando, com mais de 4 mil fogos, executar a segunda fase para a requalificação da cidade do Dondo, além de reabilitar a estrada Samba Cajú/Uiangombe/Banga/Quiculungo e Bolongongo, assim como a estrada Alto-Dondo/Capanda e o troço São Pedro da Quilemba/Alto-Dondo.  De acordo com Edmildo Teixeira, outras acções vão ser executadas no Cazengo (Ndalatando), tais como o alargamento da Estrada Nacional 230, entre o Alto Dondo e Morro do Binda e Ndalatando à vila do Lucala.
Consta igualmente do programa do Governo do Cuanza Norte a reabilitação da Estrada Nacional Alto Dondo do desvio da Munenga ao Libolo, província do Cuanza Sul,  melhoramento da Estrada Nacional 321, entre Maria Teresa e Dondo.
A reabilitação do troço entre Cuso e Samba Lucala, na Estrada Nacional 230, bem como a reabilitação e manutenção de vias secundárias e terciárias constam igualmente do programa de melhoramento da circulação na província. 
A cidade de Ndalatando, segundo director do GEPE, será ainda contemplada com a construção do Centro Regional do Instituto de Formação da Administração Local (IFAL), para além da construção e apetrechamento de um centro local de emprego e a construção do Serviço Integrado de Atendimento ao Cidadão (SIAC). Relativamente à situação da distribuição de energia eléctrica aos municípios de Bolongongo, Quiculungo, Ngonguembo e Banga, Edmildo Teixeira disse que tudo vai ser feito, durante este ano, para que as populações destas localidades sejam beneficiadas com este bem. 
Edmildo Teixeira adiantou que o Governo provincial vai desenvolver ainda acções que visam a instalação da rede de distribuição de energia eléctrica à sede municipal de Ngonguembo, a construção da rede de distribuição de energia eléctrica em cerca de dez zonas rurais da província, a construção da rede de captação e distribuição de água para a comuna do Zenza do Itombe, Dange-Ya-Menha e sede municipal de Ngonguembo.
Para este ano, o Programa de Investimentos Públicos reserva também a construção de sistemas de fornecimento e abastecimento de água em vários municípios, a construção de infra-estruturas de impacto social em Ambaca, além da construção do tribunal municipal do Golungo Alto e 200 fogos habitacionais em Ndalatando.

Tempo

Multimédia