Províncias

Reforçada assistência médica no município de Cambambe

O Hospital Municipal de Cambambe, disse, na quinta-feira, à Angop, o seu director-geral, regista uma redução significativa de pacientes nas consultas externas devido à inauguração, em Abril, de um centro de saúde, no centro da cidade do Dondo.

Autoridades locais apostam no aumento e expansão dos serviços de saúde para baixar o índice de mortalidade nas comunidades
Fotografia: Jornal de Angola

O Hospital Municipal de Cambambe, disse, na quinta-feira, à Angop, o seu director-geral, regista uma redução significativa de pacientes nas consultas externas devido à inauguração, em Abril, de um centro de saúde, no centro da cidade do Dondo.
 João Mendes afirmou que, com a entrada em serviço de mais unidades sanitárias na localidade, foram suspensas as consultas externas no hospital, agora reservado a urgências e internamentos, o que tem proporcionado um ambiente tranquilo aos utentes.
O alargamento da rede sanitária, referiu, permitiu a diminuição de consultas diárias no banco de urgências, de 250 para 30.  Entre os casos mais frequentes de internamento, citou as traumatologias por acidentes de viação, malária e doenças diarreicas agudas.
 João Mendes considerou ainda insuficiente o atendimento médico prestado nas comunidades por, em muitos casos, serem assegurados por um único enfermeiro, situação que, disse, pode ser ultrapassada com o programa de formação de novos quadros no Instituto Médio de Saúde (IMS) da província.
 O hospital de Cambambe, com 19 médicos, capacidade para internar 60 pacientes e a funcionar há mais de 50 anos, dispõe, entre outros, de serviços de ginecologia e obstetrícia, cirurgia, medicina geral integrada, medicina interna, ortopedia e saúde materno e infantil.
 Apesar da estrutura física do hospital aparentar boas condições, frisou o médico, precisa urgentemente de obras, sobretudo no que toca a abastecimento de água e à rede de esgotos. A rede sanitária do município de Cambambe é composta, além do hospital municipal, por um centro de saúde e quinze 15 centros sanitários instalados em diferentes localidades das comunas de Massangano, Dange-ya-Menha, São Pedro da Quilemba e Zenza do Itombe.

Tempo

Multimédia