Províncias

Situação social do município da Banga está a registar melhorias consideráveis

Marcelo Manuel | Banga

A execução dos programas de Desenvolvimento Rural e de Combate à Pobreza, bem como a construção de 200 fogos habitacionais na Banga, contribuem para a melhoria da oferta dos serviços essenciais à população, disse o administrador municipal.

No âmbito do programa habitacional o município da Banga foi contemplado com 200 casas das quais 50 estão já concluídas
Fotografia: José Soares|

A execução dos programas de Desenvolvimento Rural e de Combate à Pobreza, bem como a construção de 200 fogos habitacionais na Banga, contribuem para a melhoria da oferta dos serviços essenciais à população, disse o administrador municipal.
Cristóvão Kieza afirmou que as várias obras de carácter social que decorrem no municpio têm ajudado a melhorar a imagem da  Banga e que o sector da saúde registou grande crescimento nos últimos três anos, principalmente com o surgimento de mais postos de saúde no sector de Caculo Cabassa e nas sedes comunais da Aldeia Nova e Cariamba.
A par destes empreendimentos sociais, referiu, estão a ser construídas várias infra-estruturas sociais e económicas em Quiangala e no bairro Cabango.
O hospital municipal, que anteriormente tinha a categoria de um centro de saúde, foi totalmente reabilitado e ampliado e passou a ter 65 camas.
A nível do sector da Educação, revelou que este ano há mais 20 salas que se juntam às 40 que já havia, o que permite a matrícula de mais 1.500 alunos nos vários subsistemas de ensino.
Quanto ao programa “Água para Todos”, já em funcionamento em 13 localidades, garantiu terem sido criados sistemas de captação e tratamento que permitem que a partir do primeiro trimestre o fornecimento por meio de chafarizes seja permanente.
Na sede municipal estão a ser construídas as sedes da Administração e do Comando da Polícia Nacional, bem como casas para o administrador e primeiro e segundo comandante policiais.Das 200 casas previstas para a população estão concluídas 50 e outras devem estar prontas este trimestre. O administrador anunciou estar praticamente concluída a instalação rádio comunitária da Banga, com um raio de acção de 1.259 quilómetros quadrados, a primeira da província, e que decorrem os ensaios para a primeira emissão
 
Estado das vias


O soba grande da Banga disse estar preocupado com o mau estado de várias vias rodoviárias, o que “tem travado o rápido desenvolvimento do município”, pois vários produtos agrícolas apodrecem por falta de escoamento.
Gomes Venâncio afirmou que o mau estado das estradas também impede a circulação de ambulâncias. O administrador municipal garantiu que em 2012 foram reabilitados cerca de 25 quilómetros de estradas, entre os quais o troço que liga Caculo Cabaça à sede comunal de Carimba e que decorrem obras para a reabertura de uma via terciária até à Aldeia Nova.
Além disso, declarou João Kieza, no âmbito do Programa de Investimentos Públicos para este ano, vão ser reabilitados outras vias que vão facilitar o escoamento de produtos agrícolas. Mandioca, feijão, jinguba, banana, abacate, mangas e ananás são os produtos mais cultivados no município, que tem oito cooperativas e 15 associações de camponeses.
O município da banga ainda não tem nenhuma agência bancária, o que causa problemas no levantamento de salários e na aquisição de financiamentos para a expansão da actividade comercial e agropecuária. Em função disso, as autoridades locais apelam as estruturas de direito no sentido de dar solução a este caso. O Balcão Único do Empreendedor deve ser inaugurado ainda neste primeiro trimestre.

Tempo

Multimédia