Províncias

Terra está preparada para a época agrícola

Um total de cem hectares de terras para o cultivo estão a ser preparados no município do Golungo Alto, Cuanza-Norte, para a campanha agrícola 2017/2018, que envolverá 2.700 famílias camponesas, informou ontem o responsável local da Estação de Desenvolvimento Agrário (EDA).

Cem hectares de terras preparados para a produção agrícola
Fotografia: Eduardo Pedro|Edições Novembro

Ndongala Muai adiantou que 30 hectares de terras para o cultivo estão já em fase de conclusão, para a primeira época agrícola, que perspectiva colher 74 mil toneladas de produtos diversos. O responsável da EDA, que salientou que os camponeses recebem assistência técnica e material, no sentido de aumentarem os níveis de produção, lembrou que na campanha agrícola 2016/2017 foram mecanizados 5.500 hectares de terra, que permitiram a colheita de sessenta mil toneladas de produtos diversos, como mandioca, milho, amendoim, batata-doce, feijão, batata rena, banana, cana-de-açúcar e citrinos. />O administrador comunal da Cerca, António Neto, informou que foram colhidas no  Golungo Alto 90 toneladas de citrinos, sendo 30 de limão e 60 de laranja.
António Neto disse que, face às potencialidades locais na produção de citrinos, as autoridades provinciais estudam a possibilidade da criação de uma fábrica de sumos na comuna da Cerca.
Informou que a comuna da Cerca perspectiva colher na campanha agrícola 2017/2018 cem toneladas de citrinos. A região possui também um grande potencial na produção de milho, banana, mandioca, feijão, batata-doce e amendoim.

Tempo

Multimédia