Províncias

Transgressões administrativas preocupam autoridades

André Brandão | Ndalatando

A administração municipal de Cazengo, na província do Kwanza-Norte, vai estabelecer maior rigor na aplicação de multas aos cidadãos que transgredirem as leis administrativas e perturbarem a ordem e tranquilidade públicas.

A administração municipal de Cazengo, na província do Kwanza-Norte, vai estabelecer maior rigor na aplicação de multas aos cidadãos que transgredirem as leis administrativas e perturbarem a ordem e tranquilidade públicas.
A administradora municipal de Cazengo, Edvijes de Jesus Ribeiro, disse quinta-feira, em Ndalatando, que as transgressões mais frequentes estão relacionadas com a venda de produtos nas ruas, poluição sonora, desrespeito ao trânsito e casos de animais abandonados pelas artérias da cidade.
A par disso, a responsável considerou a realização de festas em qualquer espaço dos bairros, sem autorização, e a frequente música alta nos automóveis, actos puníveis por lei. Edvijes de Jesus reconheceu haver a nível da cidade de Ndalatando uma falta de mercados para a venda de produtos, mas referiu que tal situação não pode constituir motivo para a comercialização anárquica.
A responsável apelou aos vendedores para comercializarem os produtos nas proximidades do mercado de Catome de Cima, que se encontra em construção.
Quanto aos animais soltos pelas ruas da cidade, a responsável informou que estes constituem ameaça aos transeuntes, pelo que medidas vão ser tomadas, com multas, por se considerarem transgressões.

Tempo

Multimédia