Províncias

Administração do Sumbe distribui terrenos

Victor Pedro | Sumbe

A Administração Municipal do Sumbe entregou títulos de propriedade de lotes para construção dirigida  aos moradores em zonas de risco do bairro da Pomba Nova. Agora vão viver em Atuco, na comuna de Quicombo.

Os terrenos para a construção de casas entregues pelo administrador municipal estão localizados na zona sul da cidade do sumbe
Fotografia: Victor Pedro |

Os terrenos, entregues pelo administrador municipal do Sumbe, Américo Alves Sardinha, estão localizados na zona sul da cidade do Sumbe, na via que liga ao município do Seles, num total de 110 hectares, que correspondem a 279 lotes.
Cada uma das 300 famílias transferidas vai ter um lote para construir a sua casa, esclareceu Américo Alves Sardinha.
Este processo, salientou, visa assegurar às populações que se encontravam em zonas de risco, pontos seguros onde estão criadas todas as condições de habitabilidade e dotadas de infra-estruturas técnicas, área social para construção de postos de saúde, escolas, posto policial, arruamentos, passeios e área de lazer. Américo Sardinha explicou que na construçã, cada beneficiário deve seguir a casa modelo.
Acrescentou que durante a construção das habitações, os contemplados vão contar com a cooperação directa da administração, que se prontificou a fornecer materiais como tijolos, blocos, areia, chapas de zinco e apoio técnico de uma brigada encarregada das obras. O administrador do Sumbe pediu aos beneficiários para cumprirem as orientações dos técnicos do sector do Urbanismo, de forma a evitar problemas na construção de casas.
A transferência da população é um processo contínuo e abrangente todas as zonas, em que as autoridades administrativas constataram a existência de insegurança das comunidades, no âmbito de um plano urbanístico. As autoridades pediram aos munícipes para evitarem a prática da ocupação de terrenos em zonas consideradas de risco.
O soba do bairro da Pomba Nova, Faustino Kwensenze, disse que a entrega dos terrenos vai permitir o bem-estar das populações, uma vez vão encontrar infra-estruturas como posto médico e policial, escola, área de lazer, arruamentos e áreas técnicas. Faustino Kwensenze apelou à Administração do Sumbe para cumprir as promessas e pôr em prática as acções definidas para a construção das  casas.

Tempo

Multimédia