Províncias

África é tema de reflexão

Victor Pedro | Sumbe

Estudantes do Instituto Superior de Ciência da Educação (ISCED) do Sumbe, Kwanza-Sul, analisam os avanços e os retrocessos do continente africano nos últimos 50 anos, durante uma excursão turística iniciada ontem e que termina amanhã, ao município do Libolo.     

Conquistas e problemas do continente estão a ser analisados por estudantes universitários
Fotografia: Fernando Camilo| Libolo

A iniciativa, que se enquadra nas festividades do 50º aniversário da União Africana, assinalado a 25 de Maio, visa estimular a união e socialização dos universitários.
O coordenador da excursão, Fernando Filipe Sacimba, disse que, durante três dias, os estudantes vão realizar palestras sobre  o  período colonial, que  mudou o curso da história de África, e sobre a independência do Gana até aos nossos dias.
Os participantes vão também abordar temas como a criação da União Africana e os factores que condicionam o fim dos conflitos civis e regionais que ainda assolam alguns países do continente.
A Paz em Angola, a posição que ocupa na região austral e o contributo que tem  dado para que  o continente alcance uma democracia também vai estar em análise.
Durante os três dias, estão ainda previstas visitas a locais históricos do município do Libolo, com destaque para a Pedra Escrita, na Fortaleza, onde ocorreu uma revolta popular contra o poder colonial, em 1917, como reza a história.
Na excursão, uma iniciativa dos estudantes do curso de História com o apoio do ISCED, participam mais de 100 universitários.

Tempo

Multimédia