Províncias

Aniversário da vila em tempo de obras

Casimiro José| Quibala

A Quibala, província do Kwanza-Sul assinalou a 15 de Janeiro, 37 anos da sua elevação á categoria de vila, sob signo de progresso e desenvolvimento. A Administração Municipal e o Governo Provincial adoptaram programas para a sua recuperação e hoje os seus habitantes orgulham-se dos avanços registados, em quase todos os domínios.

Administração municipal da Quibala está a construir um lar para raparigas
Fotografia: Casimiro José

A Quibala, província do Kwanza-Sul assinalou a 15 de Janeiro, 37 anos da sua elevação á categoria de vila, sob signo de progresso e desenvolvimento. A Administração Municipal e o Governo Provincial adoptaram programas para a sua recuperação e hoje os seus habitantes orgulham-se dos avanços registados, em quase todos os domínios.
O conflito armado arrasou os imóveis da sede municipal da Quibala, deixando quase tudo inoperante. Hoje a realidade é completamente diferente, para orgulho dos seus habitantes. O administrador adjunto, Fernando Camunda, informou que a Administração Municipal está a fazer obras para responder às necessidades da população.
A reportagem do Jornal de Angola verificou que estão em execução de vários projectos de impacto social, muitos deles em fase conclusiva. O palácio municipal da Quibala está a beneficiar de obras de reabilitação e ampliação e vai contar com mais um piso, cujas obras estão avançadas. A par disso, a sede municipal conta com uma residência protocolar completamente reabilitada e apetrechada.
Por ser uma zona de trânsito, a Quibala carecia de serviços de abastecimento de combustíveis, lubrificantes e estação de serviço. Neste momento decorrem obras de reabilitação de três bombas de combustível, com todos os serviços indispensáveis.
Também está em curso a reabilitação do Largo Dr. António Agostinho Neto, do campo de basquetebol e para facilitar a limpeza, foi adquirido um tractor com capinadeira e atrelado.
A energia eléctrica está garantida das 18 horas à meia-noite, através de um gerador de 500 KV adquirido pela administração, através do Fundo de Gestão Municipal. Nas sedes comunais de Cariango, Ndala Kachibo e do Lonhe também foram construídas as casas dos administradores, um sistema de distribuição da água potável e a iluminação pública. A Administração Municipal já identificou as prioridades nos sectores da Saúde e Educação. Foi construído um lar de estudantes e o programa de investimentos municipal contempla obras de reabilitação e construção de mais escolas em todo o município.
O sector da saúde registou avanços consideráveis, através do programa da luta anti-vectorial. A malária está a ser erradicada, apresentando indicadores de 177 casos diagnosticados em Agosto, 38 em Setembro e 33 em Outubro do ano passado, o que demonstra o êxito do programa.

Intervenção privada

A intervenção do sector privado é notória na oferta de bens e serviços. Foram implantadas duas panificadoras e um mini mercado em Catofe. A área de hotelaria e turismo está em relançamento, através de pequenas iniciativas.
No domínio económico, o município da Quibala regista grandes iniciativas empresariais no ramo agro-pecuário, com destaque para as fazendas "cambondo", "Mato Grosso", "Fazenda Mena", a "Pró cana", "Terra do futuro" e "Aldeia Nova", este último em Katofe.
A administração da Quibala, em todas as realizações efectuadas, contou com o apoio do Conselho de Auscultação e Concertação Social e a intervenção directa das populações.
A construção de uma mini-hidrica pelo Ministério da Energia e Águas, na comuna de Cariango, fica concluída num futuro breve e é o orgulho das autoridades municipais e da população porque vai ser a mola impulsionadora para o relançamento da actividade agro-industrial na região.
Fernando Camunda disse que a comemoração do 37º aniversário da elevação da Quibala a vila deve servir para união dos naturais e amigos do município. "Temos de trabalhar unidos para resgatarmos tudo o que a guerra destruiu e, para isso, vamos fazer esforços no sentido de melhorar cada vez mais a vida da população", frisou.
No âmbito do aniversário da elevação da Quibala a vila, a Administração Municipal cumpriu, desde 28 de Dezembro, um vasto programa que compreendeu palestras sobre a prevenção do VIH/Sida, campanhas de limpeza e embelezamento, encontros de auscultação e identificação de nomes históricos que vão passar a dar nome às principais ruas da vila, inaugurações de equipamentos sociais, actividades desportivas e culturais.
O município da Quibala é o centro que liga a região norte ao sul e a leste, servindo-se de uma via rodoviária reabilitada, no quadro do programa de reconstrução nacional. Com uma população de 122.415 habitantes, o seu território ocupa uma superfície de 10.280 quilómetros quadrados e administrativamente tem três comunas, sendo a sede, Cariango, Ndala Kachibo e Lonhe e duas áreas administrativas, nomeadamente, Catofe e Muquitixe.

Tempo

Multimédia